LG aposta em tela Quad HD utra-wide de 5,7" para o novo LG G6

PC World / EUA
10 de janeiro de 2017 - 16h44
Novo display vai se diferenciar pela proporção super-wide de 18:9, em vez do tradicional 16:9 para telas widescreen.

Enquanto a LG prepara seu novo smartphone G6 para um provável lançamento durante a feira Mobile World Congress, que acontece no fim de fevereiro em Barcelona, estamos começando a saber mais sobre o primeiro top de linha da fabricante para 2017. Na semana passada, o Wall Street Journal relatou que o novo aparelho se distanciaria do sistema modular do antecessor G5, e agora temos mais detalhes sobre um dos recursos mais importantes do G6: a tela.

Em uma entrevista para o jornal sul-coreano Korea Herald, a LG confirmou que o G6 terá uma tela Quad HD LCD de 5,7 polegadas com uma proporção super-wide de 18:9. Segundo a reportagem, o novo display será chamado de QHD+ e “representa a direção para onde a LG pensa que as telas devem evoluir”.

Se o tamanho de 18:9 parece estranho, é porque ele realmente é. As telas widescreen tradicionais possuem proporção de 16:9, mas a LG está adicionando uma extensão extra ao G6 “que fornecerá uma maior imersão aos usuários do que telas anteriores e permitirá que os consumidores realizem multitarefa ao usar o recurso de dual-screen do Android Nougat”.

Além disso, a tela do G6 terá uma resolução maior do que a do seu antecessor G5: 1440x2880 contra 1440x2560, o que lhe fornece 564 ppi (pixels por polegada), “mais do que as LCDs QHD convencionais”, de acordo com a fabricante.

A LG também afirmou ao jornal da Coreia do Sul que a nova tela será mais fina e responsiva do que seus displays anteriores, usando a tecnologia In-Touch para “reduzir a espessura do painel e a extensão da borda”, o que deve resultar em um visual mais fino e polido para o G6. 

Por fim, segundo a empresa sul-coreana, os usuários conseguirão visualizar a tela melhor mesmo com luz solar direta e poderão se preocupar menos com a duração de bateria do smartphone, uma vez que o novo display usa 30% menos energia do que telas QHD anteriores.