Especial: 10 tendências de smartphones para ficar de olho em 2017

PC World / EUA
27 de dezembro de 2016 - 09h00
Separamos algumas das principais novidades que podem aparecer no mercado de celulares inteligentes no ano que vem.

Os usuários de smartphones terão muita coisa para ficar de olho em 2017. Os aparelhos ficarão mais rápidos, finos e talvez um pouco mais inteligentes do que você gostaria.

A realidade virtual vai se espalhar pelos smartphones mais baratos, que também terão placas gráficas melhores, telas de maior resolução e mais armazenamento. Mais do que nunca, você vai usar seu smartphone para pagar por produtos e fazer login em sites.

O deep learning poderia ajudar os smartphones a conhecerem melhor o comportamento dos usuários e melhorar a experiência mobile. Também poderemos ver um renascimento quanto aos designs dos smartphones, e o áudio sem fio pode substituir os conectores de fone de ouvido em mais dispositivos. E o padrão USB-C substituirá conectores e cabos de recarga mais antigos.

Confira abaixo 10 tendências de smartphones para ficar de olho em 2017.

1-Novos designs

Os rumores estão cheios de novos desenhos de smartphones. Os principais deles incluem a Apple repaginar o iPhone e a Samsung apresentar um aparelho dobrável. Não há nenhuma certeza de que esses aparelhos chegarão ao mercado, mas, como em todo outro ano, espere por algo novo.

Neste ano, a tendência mais quente eram os smartphones customizáveis como o Moto Z e o LG G5, que foram parcialmente inspirados pelo agora falecido Project Ara, do Google. Algumas inovações foram apresentadas neste ano, como o Lenovo CPlus, um protótipo de um smartphone dobrável que pode ser usado como um relógio. A LG e a Samsung também já falaram sobre celulares com telas dobráveis.

2-Chips mais rápidos

Os gráficos serão mais suaves, e as aplicações vão rodar de forma muito mais rápida nos smartphones do ano que vem. A Qualcomm já anunciou o Snapdragon 835, que poderá ser instalado em alguns smartphones Android premium de fabricantes conhecidas. Alguns deles podem optar pelo Mediatek Helio X30, que possui 10 núcleos, o maior número entre processadores mobile. Isso é um poder de processamento e tanto, e os aparelhos ficarão mais próximos dos PCs em desempenho geral.

3-Realidade Virtual

Um dos pontos de deixar os aparelhos mobile mais rápidos é permitir que eles rodem aplicações como realidade virtual, que exigem recursos pesados. Será possível conectar aparelhos ao óculos Google DayDream View VR para assistir a filmes, jogar games e passear por mundos virtuais.

A realidade virtual atualmente ainda é limitada a alguns aparelhos top de linha, como o Samsung Galaxy S7, mas chegará a mais aparelhos intermediários no próximo ano. Os smartphones preparados para VR precisarão ter telas de alta resolução para entregar uma experiência visual impressionante.

4-LTE mais rápido

As velocidades de LTE vão ganhar um impulso e tanto com novas tecnologias de modem. Aparelhos como o Galaxy S7 e o iPhone 7 podem baixar dados em redes LTE (4G) com uma velocidade máxima de 600Mbps, e fazer upload a 150Mbps. As velocidades de download podem chegar perto de 1Gbps com o novo modem Snapdragon X16, da Qualcomm, que deve chegar aos aparelhos na segunda metade do próximo ano - é óbvio que alcançar essa velocidade também depende da capacidade da rede.

5-USB-C

2017 é o ano em que o padrão USB-C substituirá as já antigas entradas USB 2.0 nos aparelhos Android. O USB-C é extremamente versátil, já que pode ser usado para recarregar o aparelho, mas também para conectar dispositivos a monitores HD, headphones, flash drives e HDs externos.

6-Áudio wireless

Há uma boa chance de que a maioria dos smartphones ainda terão conectores para fone de ouvido. Mas, como a Apple e a Lenovo, alguns aparelhos poderão ganhar coragem para removê-lo. Esses celulares vão mudar para fones com conector USB-C e/ou fones Bluetooth. O que pode significar a dor de cabeça extra de precisar carregar um adaptador por aí ou ter de comprar um fone Bluetooth.

7-Recarga mais rápida

Os smartphones serão recarregados muito mais rapidamente com os cabos USB-C, que podem carregar mais energia para uma bateria. Também há tecnologias como a Quick Charge 4, Qualcomm, que chega em 2017 e ajudará os smartphones a recarregar a bateria para cinco horas em apenas cinco minutos. 

8-Aparelhos inteligentes

Os smartphones de realidade aumentada Phab 2 Pro, da Lenovo, conseguem reconhecer objetos, mapear cômodos, e apresentar informações relevantes sobre objetos à vista na tela do aparelho. Esse é um bom exemplo de como os smartphones vão evoluir para enriquecer a experiência de usuário.

As técnicas de deep-learning em smartphones também podem contribuir para tornar os smartphones mais amigáveis. Por exemplo, um aparelho pode aprender como o hardware está sendo usado por um aplicativo específico, e, com o tempo, modular melhor o uso de energia para aumentar a duração da bateria. Os smartphones já conseguem reconhecer imagens e vozes por meio de serviços online, mas melhorias de deep-learning podem permitir que essas habilidades estejam disponíveis também offline.

9-Bluetooth 5

Os aparelhos poderão receber em breve a nova especificação Bluetooth 5, que terá o dobro da velocidade e quatro vezes o alcance do seu antecessor, o Bluetooth 4.2. Uma conexão Bluetooth 5 pode se estender para até 400 metros em uma linha clara de visão, mas um alcance de 120 metros para locais com obstáculos é considerada mais realista por analistas. Com isso, você poderá usar um aparelho mobile para usar um alto-falante Bluetooth ou destrancar um carro a partir de uma distância maior.

10-Armazenamento

Espaço extra para armazenamento nunca é algo ruim em um smartphone, seja para guardar vídeos, fotos, apps ou games. Atualmente, o armazenamento interno pode alcançar 256GB e o armazenamento via micro SD chega a 512GB. Mas a SanDIsk mostrou recentemente um protótipo de um SD de 1TB. A empresa não forneceu uma data de lançamento para o produto, mas o importante é que cartões SD com mais capacidade estão a caminho.