Ford leva seu carro sem motorista para ser testado sob neve

IDG News Service
11 de janeiro de 2016 - 16h36
Solução da Ford confia em mapas de alta definição para preencher lacunas de dados quando sinais em estradas não podem ser lidos em condições adversas

A Ford está dando ao seu carro autônomo um desafio não encarado ainda pela frota de carros autônomos do Google no Vale do Silício: neve. 

Ver onde você está indo na neve já é um desafio para humanos, mas é maior ainda para computadores que carecem de intuição e apenas confiam na entrada de dados para se guiarem. Mas se os sensores do radar e laser não conseguem ver nenhum sinal na estrada, como então um carro vai entender onde ele se encontra, certo? 

A solução da Ford, que chama “snowtonomy”, confia em mapas de alta definição que conseguem preencher as lacunas quando sinais na estrada não podem ser lidos.

O carro obtém todas as dicas visuais que consegue a partir dos sensores a laser de imagem LIDAR - localizado no teto do carro - e as combina com um mapa pré-carregado, para obter correções precisas em sua localização.

Se o sistema for preciso suficiente, e a Ford diz que é, o carro consegue se manter em sua pista mesmo quando os sinais de trânsito estiverem cobertos por neve. 

“Esse teste nos ajudará a levar carros completamente autônomos ao último nível”, disse Raj Nair, Chief Technical Officer da Ford, em uma coletiva para imprensa nessa segunda-feira (11) no North American International Auto Show, feira de carros que acontece anualmente em Detroit.

A Ford tem testado a tecnologia em uma espécie de cidade artificial, a Mcity, construída na Universidade de Michigan para testar especificamente carros autônomos. A região próxima a Detroit significa que há muita oportunidade para testar na neve. 

A medida que montadoras de carros ganham cada vez mais quilômetros de dados em direção autônoma, elas estão buscando novos desafios. Afinal, dirigir em linha reta e se manter de acordo com as condições de trânsito é uma tarefa fácil para o mundo real. 

A Ford tem aumentado a quantidade de recursos para sua pesquisa e desenvolvimento em carros sem motorista. Na semana passada, durante a CES em Las Vegas, a companhia disse que planeja triplicar o número de carros que tem na cidade e testar faixas para pesquisa em condução autônoma. 

A expansão terá cerca de 30 veículos de testes nas ruas e faixas de testes em Michigan, Vale do Silício e Arizona.