Aplicativo de caronas compartilhadas BlaBla Car chega ao Brasil

Luiz Mazetto
30/11/2015 - 14h48
Criado na Europa há quase 10 anos, serviço ajuda usuários a economizarem na hora de viajar pelo país. Plataforma não tem custos para brasileiros.

Os brasileiros acabam de ganhar mais um aliado para economizar na hora de viajar pelo país - e, quem sabe, diminuir o número de carros em circulação nas rodovias. Isso porque o serviço de caronas compartilhadas BlaBla Car chega nesta semana ao Brasil.

Criado na França em 2006, o aplicativo já está presente em um total de 20 países e tem como objetivo levar segurança tanto para os motoristas querem ocupar um ou mais lugares vagos no seu carro tanto para os passageiros que buscam viajar sem gastar muito.  É importante destacar que o serviço só é válido para viagens entre diferentes cidades.

Para isso, a plataforma conta com verificação de perfis, incluindo checagem de dados como e-mail, telefone e perfil em rede social, por exemplo, além de permitir que os usuários avaliem uns aos outros.

“Culturalmente, o Brasil é um país que está até mais preparado ou já praticando o compartilhamento de carros por outras plataformas, como as redes sociais. O que o BlaBla Car faz é trazer camadas de confiança para verificar com quem você vai viajar, e também de organização, já que torna mais fácil e prático encontrar uma viagem”, afirma o diretor da empresa no Brasil, Ricardo Leite.

O funcionamento é simples: após acessar o serviço via web ou pelos apps para iOS e Android, o motorista publica as informações da sua viagem programada, como horário, ponto de partida e lugares disponíveis. Os passageiros interessados poderão escolher o condutor com quem gostariam de viajar. Feito esse acordo, eles poderão então viajar juntos e dividir os custos do trajeto, permitindo uma economia para ambos os lados.

Vale notar que o serviço não tem custos para os passageiros no Brasil, ao contrário do que acontece em outros locais em que o BlaBla Car está presente. Em seis países, a empresa já cobra uma taxa de reserva dos passageiros, que corresponde a um valor entre 10% e 15% do total da participação de cada pessoa na viagem.

Com mais de 20 milhões de membros cadastrados pelo mundo, o BlaBla Car deverá ver seu número de usuários crescer significativamente no futuro próximo, já que a empresa desembarcou recentemente em mercados emergentes com grandes populações e alto número de veículos, como Brasil, Índia e Rússia.

“A empresa é global, mas possui equipes locais. Por isso, todo país é importante. Os países maduros ainda estão crescendo muito. Em termos de crescimento adicional, de fato, países como Brasil, Índia e Rússia, terão um papel bastante significativo”, afirma o Diretor Geral da BlaBlaCar na América Latina, Julien Lafouge.

Primeiro mercado da companhia na América do Sul, o Brasil é visto com ótimos olhos pela empresa, apesar da crise econômica que atravessa. “Segundo dados do Ministério do Turismo publicados em outubro de 2015, 84% dos brasileiros que pretendem viajar nos próximos meses farão viagens domésticas. Queremos justamente ajudar a população a explorar os destinos nacionais”, afirma Leite, que admite que a crise pode ser positiva em um primeiro momento, mas não é essencial. 

“A grande maioria das pessoas realmente começa a usar o BlaBla Car pelo aspecto econômico. Mas a maioria delas (97%), segundo uma pesquisa interna da empresa, diz que continua usando o app pelo aspecto social.”