Brasileiros preferem que hackers acessem nudes em vez de dados bancários

Da Redação
23 de novembro de 2015 - 12h07
Segundo pesquisa da empresa de segurança Avast, brasileiros tomam medidas insuficientes para proteger seus smartphones e PCs.

Os usuários brasileiros de smartphones preferem que alguém acesse suas fotos nus do que os seus dados bancários, aponta uma nova pesquisa da empresa de segurança Avast, que acaba de lançar a versão 2016 dos seus aplicativos para computadores e aparelhos móveis.

De acordo com o levantamento, que foi realizado em outubro de 2015, 52,8% dos brasileiros preferem que suas nudes caiam em mãos erradas em vez das suas informações bancárias.

Preocupação

A pesquisa da Avast mostra ainda que 90,5% dos brasileiros temem que outra pessoa tenha acesso às suas informações pessoais no smartphone.  No entanto, isso não se traduz em mais medidas de segurança, já que apenas 39% bloqueiam o celular com um PIN ou senha. Menos gente ainda (26,4%) trava o acesso a determinados aplicativos no aparelho.

Mesmo com toda a preocupação com os seus dados bancários citada acima, os aplicativos desse segmento não estão nem perto de serem os mais bloqueados entre os brasileiros. O WhatsApp lidera a lista, com 14,3%, seguido por apps de fotos, com 13,2%, e o Facebook, com 9,4%.

Insuficiente

"Apesar de os brasileiros estarem legitimamente preocupados com a privacidade, há uma desconexão entre essa preocupação e as medidas que tomam para proteger a si mesmos", afirma o CEO da Avast, Vince Steckler.

Web

E os usuários mobile não são os únicos que deixam a desejar na área de segurança. Segundo o estudo da Avast, apenas 23,21% dos usuários de desktops usam senhas com mais de oito caracteres - e apenas 7,92% usam uma combinação que inclui caracteres especiais. 

Para deixar a situação ainda mais complicada, os sites da web facilitam a adoção de senhas fracas: dos 20 endereços de web mais visitados pelos usuários brasileiros, 12 permitem senhas com 6 caracteres, sendo que um permite senhas com 5, outro permite com 4 e há ainda o caso de um site que permite senhas com apenas 1 caractere.

Pesquisa

 

Vale notas que as pesquisas da Avast no Brasil foram feitas em outubro de 2015 com um total de 10.253 usuários de PCs e 5.264 de smartphones.