Operadoras e bancos unem-se para testar pagamento móvel

Fabiana Monte, da Computerworld
25/08/2009 - 14h49
Teste será feito com 70 pessoas que usam o Nokia 6212 e avalia uso da tecnologia Near Field Communication (NFC).

Uma parceria entre Claro, VisaNet, Nokia, Visa, Bradesco e Banco do Brasil testará a viabilidade de um sistema de pagamento móvel no Brasil usando a tecnologia Nead Field Communication (NFC).

Ela permite que cartões de crédito, débito, vales transporte e refeição sejam integrados ao celular. Para fazer o pagamento, basta que o consumidor aproxime o aparelho de um terminal com essa tecnologia.

A parceria é semelhante ao anúncio feito por Visa e Nokia, na Europa, em setembro de 2008.

No Brasil, o acordo entre as instituições financeiras, a operadora de telefonia, a empresa de pagamentos eletrônicos e a fabricante de celulares prevê que o projeto-piloto terá duração de quatro meses, entre agosto e novembro deste ano.

Estão participando dos testes 70 pessoas, entre clientes Claro, Banco do Brasil e Bradesco. O aparelho da Nokia usado é o 6212, que tem o NFC embarcado.

Segundo a diretora de serviços de valor agregado da Claro, Fiamma Zarife, o propósito da iniciativa é testar a aceitação dos consumidores em relação à nova forma de pagamento, bem como avaliar questões de integração tecnológica e de modelo de negócios. Se os testes forem bem-sucedidos, a solução poderá ser oferecida comercialmente a partir de 2010.

Outro aspecto fundamental que será analisado durante o projeto-piloto é a padronização tecnológica de pagamentos por meio do celular.

O NFC é uma das possibilidades, mas há iniciativas no mercado brasileiro que utilizam outras tecnologias, como o Oi Paggo, da operadora Oi, e a parceria anunciada entre Vivo e Itaucard.

Segundo Fiamma, a padronização é um ponto crucial para garantir o sucesso do celular como meio de pagamento, porque garantirá escala à oferta. "Estamos testando o NFC, mas isso não significa que esta será a tecnologia", afirma.

A diretora de serviços de valor agregado da Claro diz que a próxima etapa do projeto-piloto vai testar a integração da solução em SIM Cards (os chips de celulares).

Isso ampliaria o alcance da oferta, uma vez que qualquer cliente da operadora poderia realizar pagamentos por meio do telefone - e não apenas os usuários que tiverem aparelhos com a tecnologia NFC. Os testes para embarcar a solução em SIM Cards estão sendo realizados.