Telefônica sofre nova pane em SP

Fabiana Monte, editora assistente do Computerworld*
09/06/2009 - 10h54
São Paulo - Usuários de São Paulo reclamam de instabilidade ou interrupção de linhas fixas.
A rede de telefonia fixa da Telefônica vem sofrendo uma nova pane na manhã desta terça-feira (09/06) que tem deixado telefones pelo estado de São Paulo mudos ou incapazes de completar chamadas para outros números fixos.

A informação foi confirmada pelo suporte da própria Telefônica ao IDG Now! e a leitores que entraram em contato com a operadora no decorrer da manhã para tentar solucionar o caso.

O prazo limite dado aos consumidores pelo suporte da operadora para que todos os problemas sejam corrigidos é até o meio-dia desta terça. As reclamações sobre o problema com telefones fixos da Telefônica no Twitter dão conta que, em alguns casos, as linhas estão voltando ao normal.

Leia também:
> Procon-SP notifica Telefônica por pane
> Usuários relatam pane na telefonia em SP
> Telefônica: 95% das linhas normalizadas
> Anatel investiga pane de voz na Telefônica
> Banda larga é refém da instabilidade
> A razão dos problemas na Telefônica

Em comunicado, a operadora informa que, por volta de 9h, detectou problemas em parte da sua rede de sinalização, necessária para completar chamadas de voz - aí incluídas ligações locais, de longa distância nacional e internacional, serviços 0800 e para call centers e chamadas para redes de outros serviços, como, por exemplo, celulares.

A operadora, no entanto, ainda não informou a dimensão do problema, tampouco a que horas a falha teve início.

Relatos de problemas na rede fixa foram registradas tanto no interior, em cidades como Jundiaí, Ribeiro Preto e São José dos Campos, como no litoral (Praia Grande), além de diferentes regiões da capital, como Paraíso, Vila Olímpia, Brooklin e Vila Madalena.

O comunicado da operadora ainda informa que as causas do problema ainda não foram detectadas e que a população será informada assim que novas informações estiverem disponíveis.

A pane é mais uma no histórico da Telefônica. Em maio, o serviço Speedy sofreu instabilidade durante dois dias dentro do estado de São Paulo, pouco mais de um mês depois de outra pane que também durou dois dias no serviço de banda larga, causado, segundo a Telefônica, por "ações externas". A informação confirmou suspeitas de especialistas em segurança ouvidos pelo IDG Now! afirmando que a empresa havia sofrido um ataque cracker contra sua rede.

Em julho de 2008, a operadora já havia passado por uma pane generalizada na sua estrutura de voz e dados que desconectou não apenas usuários domésticos e empresarias, mas órgãos do governo estadual que dependiam do Speedy.

*com colaboração de Guilherme Felitti, editor assistente do IDG Now!