Texto t e x t o texto t e x t o texto t e x t o texto t e x t o texto t e x t o texto t e x t o texto

Portabilidade: migração grátis para Claro, Oi, Telefônica, Vivo e Sercomtel

Daniela Braun, editora executiva do IDG Now!
28/08/2008 - 13h43
São Paulo - Operadoras anunciam isenção de taxa para clientes que migrarem para suas redes, mantendo o mesmo número de telefone.

As operadoras Claro, Oi, Sercomtel, Telefônica e Vivo não cobrarão a taxa de portabilidade dos usuários que desejarem migrar para suas redes, mantendo o mesmo número telefônico, informaram as operadoras nesta quinta-feira (28/08).

Oi  e Telefônica entraram na onda na tarde desta quinta-feira (27/08), informando que também não cobrarão a taxa de portabilidade para receber usuários de outras operadoras. A Tim informou, na sexta-feira (29/08) que a migração para sua rede também será gratuita.

A portabilidade numérica, que permite a mudança de prestadora de serviço sem alterar seu número telefônico - fixo ou móvel - começa a ser implantada na segunda-feira (01/09), nos seguintes Estados: São Paulo (códigos 14 e 17), Espírito Santo (27), Minas Gerais (37), Paraná (43), Goiás (62), Mato Grosso do Sul (67) e Piauí (86). A mudança. deve valer para todo o Brasil até março de 2009.

A troca de operadora, entretanto, prevê o pagamento de uma taxa para a nova operadora. O valor foi estimado em 10 reais, mas será divulgado oficialmente pela Anatel nesta sexta-feira (29/01).

"Na Claro, a portabilidade será gratuita, ou seja, para o usuário mudar para a Claro e manter seu número de celular, ele não precisa pagar nada", informou a operadora por e-mail.

As operadoras Brasil Telecom e Tim informaram ao IDG Now! que aguardam a definição da taxa pela Anatel antes de se pronunciarem sobre o valor que será cobrado do usuário pela portabilidade.

"A Vivo entende estrategicamente que a portabilidade é uma opção de livre escolha. Queremos eliminar qualquer barreira em relação à vinda de novos clientes", argumenta Carlos Cipriano, diretor da Vivo para o Estado de São Paulo.

Na avaliação do diretor, a competição no mercado de telefonia móvel vai se acirrar ainda mais com o início da portabilidade. Segundo ele, a operadora tem 40 milhões de clientes no País. Os dados da Anatel de julho mostram que a Vivo continua liderando o mercado de telefonia móvel com 30,2% de participação. Em segundo lugar, a TIM conta com 25,2 % e a Claro, em terceiro, detém 24,9% do mercado.

"Nossa expectativa é que a Vivo seja a grande vitoriosa neste movimento de idas e vindas, ganhando mais clientes do que perdendo. A operadora está 100% a postos", afirma Cipriano.