Dez dias após pane da Telefônica, laudo sobre falha não está pronto

Fabiana Monte e Luiza Dalmazo, do COMPUTERWORLD
15 de julho - 09h56 - Atualizada em 16 de julho - 19h19
São Paulo - Centro de Pesquisas e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) informou que terminará relatório até o final desta semana.

Notícias Relacionadas

Terminou nesta segunda-feira (14/07) o prazo de 10 dias corridos estipulado pela Telefônica para a empresa receber o laudo do CPqD (Centro de Pesquisas e Desenvolvimento em Telecomunicações) que identificará o motivo que levou à pane na rede MPLS da operadora de telefonia entre 02/07 e 03/07.

Em coletiva de imprensa realizada em 04/07, Antônio Carlos Valente, presidente da Telefônica, afirmou que a corporação não sabia o motivo da falha que aconteceu em um roteador instalado na central telefônica da companhia de Sorocaba.

Mais sobre a pane da Telefônica:
> Operadora promete desconto a usuários
> Idec defende ressarcimento
> Bug deixa órgãos sem internet
> Erro é "complexo e raro", diz operadora
> Telefônica desconhece motivo
> Ouça comentário na CBN sobre pane

Valente informou que havia tinha solicitado um laudo técnico ao CPqD para identificar as causas do problema, que deixou boa parte do estado de São Paulo sem internet por cerca de 36 horas.

A previsão era que o resultado sairia em, no máximo, 10 dias corridos.

À reportagem de COMPUTERWORLD, fonte do CPqD que prefere não se identificar informou que tem até o final desta semana para finalizar o laudo.

A Telefônica divulgou nesta segunda-feira (14/07) que todos os clientes de seu serviço de banda larga Speedy terão uma redução em suas contas equivalente a cinco dias ou 120 horas.

O período foi acordado com o órgão de defesa do consumidor, Procon, e com o Ministério Público Estadual.

Em comunicado, a empresa informou também que está em contato com os clientes empresariais e governamentais para "definir as compensações aplicáveis a cada um deles, de acordo com as disposições contratuais e comerciais estabelecidas".