Nova-iorquinos acampam em lojas à espera do iPhone

Elizabeth Montalbano para o IDG Now!*
26/06/2007 - 18h43
Nova York - Com calor de 32º C, nova-iorquinos formam filas na porta da Apple Store, para comprar iPhone que será lançado sexta-feira (29/06).

Em meio a um calor de mais de 32ºC registrado nesta terça-feira (26/06), na 'Big Apple', a fila de futuros compradores do iPhone é liderada pelo aposentado Greg Packer, de 43 anos, que chegou na porta da Apple Store às 5 da manhã de segunda-feira.

Ex-funcionário do ramo de manutenção de rodovias, em Long Island, Parker trouxe um kit de suprimentos para acampar em frente à loja, incluindo água, roupas e uma cadeira dobrável.

Saiba mais sobre o iPhone:
> Conheça os rivais do iPhone
> Fotos: conheça o iPhone
> 20 perguntas sem respostas do iPhone
> 7 respostas para 20 dúvidas do iPhone
> Apple lança o iPhone
> Você já viu fotos do 1º celular?

Embora tenha se comprometido a acampar por cinco dias em frente à loja da Apple para ser o primeiro a comprar o iPhone, Packer confessa que não é louco por tecnologia e nem possui um iPod, o popular tocador de músicas digitais da Apple. "Não sou, de fato, um usuário de tecnologia, mas estou fazendo o melhor para ficar atualizado", declarou.

O aposentado não é o único consumidor atacado pela febre de consumo do iPhone. Às 2 da manhã de hoje mais três pessoas acomodaram suas cadeiras atrás de Packer, e uma quinta pessoa se acomodou enquanto o primeiro da fila dava entrevistas à imprensa.

A estudante Jessica Rodriguez, moradora do bairro do Bronx, disse que não tinha intenção de acampar em frente à Apple Store até conversar com Packer e outros integrantes da fila na segunda-feira (25/06). "Isso me incentivou a vir", afirma a futura compradora do iPhone.

Rodriguez espera poder comprar pelo menos um iPhone para a irmã, cujo aniversário está próximo, mas gostaria de comprar dois para garantir o seu.

Os vendedores da Apple Store não revelaram quantos aparelhos cada cliente poderá comprar quando as portas se abrirem, nesta sexta-feira.

Como a Apple Store da 5ª Avenida fica aberta 24 horas, tanto Packer como Rodriguez estão fazendo algumas pausas para ir ao banheiro da loja. Os cidadãos nova-iorquinos também colaboram com a febre do iPhone trazendo comida, água e outros itens necessários para a longa espera até o final da semana, como um ventilador portátil.

Elizabeth Montalbano é editora do IDG News Service, em Nova York