Samsung vence Apple e seu tablet volta a ser vendido na Alemanha

IDG News Service
10/02/2012 - 10h30
País europeu era o último onde Galaxy Tab não podia ser comercializado, por conta das semelhanças entre seu design e o do iPad.

As mudanças promovidas pela Samsung no Galaxy Tab 10.1 foram consideradas suficientes pela corte de Düsseldorf, na Alemanha, e o dispositivo voltará a ser comercializado no país. Sua venda havia sido proibida por infringir propriedade intelectual pertencente à Apple.

O veredicto já era esperado, já que em dezembro decisão preliminar apontava para o fim da restrição. O aparelho dificilmente enfrentará mais ações, pois a corte rejeitou processo da Apple contra ele – alegando, mais uma vez, o uso inadequado de suas patentes.

A companhia da maçã, porém, ainda pode recorrer, embora não tenha divulgado se assim o fará. Ano passado, o tablet da Samsung deixou de ser vendido, depois que a Apple venceu processo no qual acusava a semelhança entre ele e o iPad.

Leia mais: O que importa ao comprar um tablet

Para reverter a proibição, a fabricante coreana teve de alterar alguns aspectos de seu produto, passando a denominá-lo, na Alemanha, de Galaxy Tab 10.1 N. Ele possui nova superfície, principalmente nas extremidades, e seus alto-falantes foram colocados próximos à tela, na frente. A Samsung garante que, desta vez, se preciso, conseguirá ressaltar as diferenças entre o seu produto e o da Apple.

Com a autorização obtida, já são quatro os países onde o tablet voltou a ser vendido: além da Alemanha, o último que mantinha a proibição, Austrália, Holanda e Estados Unidos também haviam aceitado as reclamações da rival.

(Mikael Ricknäs)