Microsoft venderá Windows 7 sem Internet Explorer na Europa

IDG News Service/ EUA
12/06/2009 - 08h44
Seattle - Ideia é lançar sistema a tempo na Europa e evitar reclamações da Comissão Europeia, afirma Microsoft oficialmente.

O Windows 7 será vendido sem o Internet Explorer na Europa, anunciou a Microsoft na quinta-feira (11/06). Este é um esforço da empresa para manter a oferta do produto sem ter problemas regulatórios na região.

O movimento se origina em uma reclamação da Opera junto à Comissão Europeia, em 2008, alegando que a Microsoft tem vantagem competitiva injusta por anexar o IE ao Windows. A Mozilla e o Google, mais tarde, se juntaram ao processo.

Ao oferecer o Windows 7 E, versão do sistema sem o navegador, a Microsoft pode evitar potenciais pedidos de atraso nas vendas e outras sanções.

“Estamos comprometidos a lançar o Windows 7 a tempo na Europa, então precisamos ir ao encontro às realidades legais do continente, incluindo o risco de grandes multas”, afirmou o conselheiro geral da Microsoft, Dave Heiner, em um post.

A Microsoft promete ainda facilitar que qualquer fabricante inclua seu browser no Windows 7. Para quem atualizar sua máquina para esta versão do sistema, será possível “incluir o browser de sua escolha via CD, FTP e outros meios”, disse uma porta-voz da empresa.

Além disso, a Microsoft planeja oferecer o DVD gratuito Windows 7 Internet Pack, que incluirá o IE8 para o Windows 7 e o Windows Live Essentials. O DVD será vendido em lojas, por FTP e outros canais.

A Microsoft alertou que esta estratégia não necessariamente leva ao fim da investigação da Comissão. “Nossa decisão de oferta do IE separadamente do Windows 7 na Europa não pode impedir a possibilidade de processos pela Comissão”, escreveu Heiner.

O Windows 7 chega ao mercado no dia 22 de outubro deste ano. As atualizações do sistema podem custar a partir de 50 dólares.