Microsoft e Yahoo retomam negociações

IDG News Service/EUA
18/05/2008 - 18h49
São Francisco - Em breve comunicado, Microsoft diz que propôs novo acordo, sem compra.

A Microsoft disse, neste domingo (18/05), que aumentaram as possibilidades de um novo acordo com o Yahoo que envolva comprar uma parte da companhia, mas não toda a empresa.

"A Microsoft está considerando e levantou uma alternativa que envolveria uma transação com o Yahoo, mas não uma aquisição de todo o Yahoo", disse a empresa em um comunicado breve.

A companhia de Bill Gates não deu mais detalhes sobre a proposta. No comunicado, diz apenas que não planeja fazer uma nova oferta para adquirir o Yahoo, mas que estava explorando opções de expandir seus serviços online e de publicidade.

Mais sobre o fracasso da aquisição:
>Linha do tempo das negociações
>Microsoft desiste da compra do Yahoo
>Yahoo costura acordo com Google
>Análise: o que será de ambas agora?
>Yang: negócio fez Yahoo "mais forte"
>Cobertura completa do negócio

O Yahoo divulgou um comunicado, na noite de domingo, confirmando que a Microsoft não está interessada, neste momento, em adquirir toda a companhia.


"O Yahoo e seu conselho de diretores continuam considerando alternativas estratégicas para maximizar seu valor, e nós continuamos abertos a perseguir qualquer negociação que seja do melhor interesse de nossos acionistas", comunicou a empresa.

"O conselho do Yahoo avaliará cada uma das alternativas, incluindo qualquer proposta da Microsoft, consistente com nossas obrigações financeiras, com foco em maximizar o valor do acionista."

A Microsoft retirou sua oferta de compra do Yahoo no dia 03 de maio, depois de os dois lados não chegarem a um acordo sobre o preço da ação.


Desde então, o investidor Carl Icahn lançou uma batalha para substituir os conselheiros do board do Yahoo e forçá-los a voltar atrás e negociar com a Microsoft.

James Niccolai, editor do IDG News Service, de São Francisco