Criminosos vendem botnets e contas roubadas de Fortnite no Instagram

Da Redação
22 de outubro de 2018 - 19h00
Segundo a empresa de segurança, criminosos também usam perfis na plataforma para vender contas roubadas do Spotify.

Cibercriminosos estão usando o Instagram para vender contas roubadas do serviço de streaming de música Spotify e do popular game Fortnite, segundo informações da Eset, que cita uma reportagem recente da Vice Motherboard sobre o assunto.

De acordo com a empresa de segurança, esses perfis de criminosos na plataforma também oferecem acesso a botnets projetadas para realizar ataques de negação de serviço (DDoS), incluindo a Mirai, que utiliza uma rede de dispositivos IoT (Internet das Coisas) infectados.

Além disso, aponta a Eset, outras publicações no Instagram ofereciam acesso a outras botnets por meio de planos de assinatura que variavam de 5 dólares a 80 dólares.

"As pessoas acreditam que apenas em lugares como a Deep Web é possível obter ferramentas maliciosas ou comprar acesso roubado, mas a realidade mostra que é cada vez mais comum encontrar ofertas desse tipo em todos os lugares”, explica o chefe do Laboratório de Pesquisa da Eset América Latina, Camilo Gutierrez.