Em game Bolsomito 2K18, jogador combate minorias contra 'comunismo'

Da Redação
09/10/2018 - 15h21
Com preço sugerido de R$9,90, título coloca jogador na pele do candidato do PSL, Jair Bolsonaro, para "acabar com os líderes do temido exército vermelho".

Um novo game on-line chamado Bolsomito 2K18, em alusão ao presidenciável Jair Bolsonaro, vem causando polêmica entre brasileiros nesta semana. Isso porque é preciso lutar contra e matar minorias, como ativistas gays, feministas e membros do movimento dos sem terra, para ganhar pontos no jogo, conforme informações do Correio Braziliense

Hospedado na plataforma Steam, onde custa 9,90 reais, o título produzido pela desenvolvedora BS Studios coloca o jogador na pele do candidato do PSL, que disputará o segundo turno da eleição presidencial brasileira contra Fernando Haddad, do PT, no último domingo de outubro.

Segundo a descrição, o game “conta a história de um homem farto de viver em uma sociedade corrompida por um inimigo ideológico, que pretende se perpetuar no poder através de uma ditadura comunista” e “é inspirado no atual momento político brasileiro e tem como protagonista um cidadão de bem que está cansado da crescente corrupção e inversão de valores que abala a sociedade”. 

bolsomito2K1801.jpg

Ainda de acordo com a página do jogo no Steam, o “seu objetivo principal é acabar com os líderes do temido exército vermelho, responsável por alienar e doutrinar grande parte da nação, para que defendam e lutem por suas causas terríveis”.

Apesar da polêmica que vem causando na web, vale destacar que o título recebeu até agora 87 avaliações de jogadores no Steam, sendo que a grande maioria são “muito positivas”.

bolsomitogame01.jpg