Fundadores do Instagram anunciam saída da empresa

Da Redação
25 de setembro de 2018 - 10h45
O americano Kevin Systrom e o brasileiro Mike Krieger decidiram sair da empresa que criaram há oito anos e foi vendida em 2012 para o Facebook.

Os cofundadores do Instagram, o americano Kevin Systrom e o brasileiro Mike Krieger, anunciaram as suas saídas da plataforma social de imagens nesta segunda-feira, 24/9. Como aponta o The Verge, a notícia foi publicada primeiro pelo The New York Times e depois confirmada pelo próprio Systrom em um post sobre o assunto no blog da empresa.

“Estamos planejando tirar algum tempo para explorar a nossa curiosidade e criatividade novamente. Construir novas coisas exige que a gente dê um passo para trás, entenda o que nos inspira e combine isso com o que o mundo precisa; é isso que planejamos fazer”, afirma Systrom, que também atuava como CEO do Instagram, em seu comunicado. 

Comprado em 2012 pelo Facebook por 1 bilhão de dólares, o Instagram viu sua base de usuários (e valor de mercado) crescerem significativamente desde então, período em que a plataforma também bateu de frente com o Snapchat. “Crescemos de 13 pessoas para mais de 1 mil com escritórios ao redor do mundo, tudo enquanto construímos produtos usados e amados por uma comunidade de mais de 1 bilhão de pessoas”, diz Systrom. 

instagramfuncionarios.jpg

Krieger e Systrom, à frente, com funcionários do Instagram (foto: Instagram/divulgação)

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, também comentou a saída da dupla, dizendo que eles “líderes de produto extraordinários” e que o Instagram reflete os seus talentos criativos combinados.

Vale lembrar que Systrom e Krieger não são os primeiros fundadores a deixarem o Facebook após venderem sua criação para a maior rede social do mundo. O cofundador do WhatsApp, Jan Koum, anunciou sua saída do Facebook há alguns meses, seguindo os passos de outro cofundador do app de mensagens, Brian Acton, que deixou a gigante em setembro de 2017.