Claro oferece internet móvel mais rápida do Brasil, segundo Speedtest

Da Redação
10 de agosto de 2018 - 14h00
Vivo ficou em segundo lugar e TIM em terceiro; Levantamento considera critérios de velocidades de download, upload e latência para redes LTE

O site e app Speedtest, que avaliam velocidades de conexão com a internet, divulgou nesta semana o balanço das principais operadoras de celular no Brasil durante o primeiro semestre. E quem saiu na frente foi a operadora Claro, com conexão média de 26,71 Mbps. Em segundo ficou a Vivo, com 18,28 Mbps. TIM em terceiro, Oi em quarto e a Nextel por último. 

A Ookla, responsável pelo Speedtest, considerou os critérios de velocidades de download, upload e latência para a redes LTE tanto em aparelhos Android quanto iOS. O estudo lembra que a Claro faz uso de uma "mistura saudável de bandas de baixa, média e alta frequência". Isso oferece profundidade de cobertura em uma ampla área. "Usando a agregação de operadoras, a Claro consegue aumentar as velocidades para usuários com aparelhos compatíveis em 140 cidades", diz o levantamento.

Segundo o Speedtest, em boas condições de sinal, dispositivos modernos equipados com quatro antenas de recepção (4x4 MIMO) e capazes de processar 8 bits por transmissão devem permitir que "os assinantes da Claro alcancem taxas de dados de pico e média ainda maiores em muitas áreas". 

Em algumas áreas de São Paulo, a operadora é capaz de oferecer velocidades de pico de 1 Gbps, agregando licenciadas (2,5 GHz) com o espectro não licenciado (5 GHz) usando a tecnologia chamada License-Assisted Access (LAA). Em preparação para o 5G, Claro e Ericsson fizeram uma demonstração usando canais de espectro de 100 MHz na faixa de 15 GHz, alcançando velocidades de até 4,5 Gbps.

A rede móvel da Claro foi líder em velocidade em 26 das 27 unidades federativas no primeiro semestre de 2018, de acordo com a avaliação da Ookla. Foi destaque nos Estados do Paraná e Santa Catariana, onde atingiu mais que o dobro da velocidade obtida pela operadora mais próxima, com os índices de 108,8% e 104,3%, respectivamente.