Passageiros latino-americanos trocariam bebida alcoólica por Wi-Fi no avião

Da Redação
08 de agosto de 2018 - 10h00
Pesquisa Inmarsat na América Latina também aponta que 80% dos entrevistados teriam mais chances de fazer nova reserva em companhia com Wi-Fi de alta qualidade.

A disponibilidade de conexão Wi-Fi a bordo já é um dos principais motivadores da fidelidade e satisfação dos passageiros das companhias aéreas na América Latina, segundo a Pesquisa Global de Conectividade a Bordo, realizada pela Populus a pedido da Inmarsat.

Conforme o levantamento anual encomendado pela empresa de comunicação mobile via satélite, aproximadamente dois terços dos passageiros latino-americanos (69%) descrevem o Wi-Fi a bordo como um item essencial. 

Não por acaso, quatro em cada cinco (80%) dos entrevistados apontou que teriam mais chances de fazer nova reserva em uma companhia aérea se uma conexão Wi-Fi de alta qualidade estivesse disponível.

Poder contar com Wi-Fi no voo agora é o terceiro fator mais importante para os passageiros na América Latina na hora de escolher uma companhia aérea, atrás apenas da reputação da empresa e da bagagem despachada gratuitamente.

Além disso, a Pesquisa de Conectividade A Bordo também aponta que mais da metade dos passageiros latino-americanos (60%) aceitariam trocar a bebida alcoólica no avião pelo acesso ao Wi-Fi.

Metodologia
A Populus, que é membro do British Polling Council entrevistou 9.341 adultos online entre 18 de abril e 14 de maio de 2018 em cada uma das seguintes regiões: Europa, NAM, LATAM, IMEA e APAC.