Ações do Twitter despencam 19% após empresa revelar queda de usuários

Da Redação
27 de julho de 2018 - 17h15
Após perder 1 milhão de usuários mensais no segundo trimestre, plataforma social disse que queda deverá se intensificar nos próximos meses.

O Twitter revelou nesta sexta-feira, 27/7, que perdeu cerca de 1 milhão de usuários mensais ativos no segundo trimestre em relação aos três primeiros meses do ano. A queda aconteceu após as novas ações da companhia contra perfis fakes. 

Com isso, a empresa fechou o período entre abril e junho com 335 milhões de usuários mensais ativos – os analistas de mercado esperavam que a empresa aumentasse a base em 1 milhão em relação ao Q1, não o contrário, como aponta reportagem da Reuters.

A plataforma também anunciou que os números poderão continuar caindo à medida que avança com a sua política de limpeza de contas falsas, o que fez com que as suas ações caíssem 19%, para 34,75 dólares, a maior queda registrada pela empresa desde outubro de 2016.

Conforme o Twitter, é esperada uma queda ainda maior no terceiro trimestre, por volta da casa dos 5 milhões de usuários, o que deixaria a plataforma com números abaixo do esperado pelo mercado. Os analistas esperavam que a rede fechasse o Q3 com 340 milhões de usuários mensais ativos, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

Vale lembrar que, conforme publicado há algumas semanas pelo Wall Street Journal, o Twitter suspendeu mais de 70 milhões de contas falsas nos meses de maio e junho. Em um comunicado recente, a empresa disse que o impacto da medida não seria muito grande porque muitas dessas contas não publicavam com regularidade. 

Balanço

Durante a call sobre o seu balanço trimestral, o Twitter também afirmou ter registrado receita de 711 milhões de dólares entre abril e junho, número 24% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado e acima da expectativa geral do mercado, que estava na casa dos 696 milhões de dólares.

Além disso, a companhia também aponta que o número de usuários diários ativos cresceu 11% no último trimestre em comparação com o mesmo período em 2017.