Polícia Federal lança operação para desarticular golpes no WhatsApp

Da Redação
17/07/2018 - 14h38
Justiça Federal de Brasília expediu cinco mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva nos Estados do Mato Grosso do Sul e Maranhão

O aplicativo de mensagens WhatsApp se tornou nos últimos anos um dos principais vetores de golpes para roubar dados sensíveis de suas vítimas, incluindo aí dados pessoais e de cartão de crédito. Nesta terça-feira (17/07), a Polícia Federal deu início a uma operação que tenta lidar com o problema. Pelo menos, no que diz respeito a um grupo específico.

Segundo informações da Reuters, a Operação Swindle (fraude, em inglês) busca desarticular um grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar os golpes via WhatsApp. 

No caso, os golpistas se apossavam das contas do mensageiro de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas de suas listas de contatos.

Até então, a Justiça Federal de Brasília expediu cinco mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva nos Estados do Mato Grosso do Sul e Maranhão. 

Os investigados responderão pelos crimes de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, informou a Polícia Federal.