Google trabalha em novo app para competir com WhatsApp e iMessage

Da Redação
23/04/2018 - 11h45
Novo 'Chat' utilizará padrão Rich Communication Services, baseado em operadoras; Companhia também já teria firmado acordo com Microsoft para o serviço

O Google trabalha em um novo aplicativo de mensagens, cujo codinome atende por um eficiente e simples "Chat". A iniciativa também consiste em uma recalibração de seus esforços no setor de serviços de mensagens, tendo em vista que a companhia está realocando os engenheiros do app "Allo" para o desenvolvimento da nova ferramenta.

Como originalmente relatado pelo The Verge, o Chat é o "nome amigável para o consumidor" daquilo que o Google chama de Rich Communication Services (RCS), um novo padrão que a gigante de buscas espera substituir o SMS.

Uma vez ativado, ele promete trazer aos usuários recursos de mensagens mais ricos e multimídia encontrados em outros aplicativos, como o iMessage e o WhatsApp. Entre os recursos estariam recibos de leitura, indicadores de digitação, integração com o Google Assistente, pesquisa em GIF, imagens e vídeos com alta resolução e textos em grupo.

Novo padrão

É importante ressaltar que o RCS se destina a ser um padrão baseado em operadoras - não apenas um padrão do Google. O Google diz que já conseguiu firmar parceria com 55 operadoras e 11 OEMs, além de um acordo com a Microsoft, um detalhe que pode sugerir que o RCS pode chegar, em breve, ao Windows 10.

Nesta fase, a maior ausência notada aqui é a Apple. Dito isso, fontes disseram ao The Verge que a empresa está atualmente em discussões com o Google sobre o apoio ao RCS.

Como funcionará

O Google diz que o RCS será ativado automaticamente por meio do aplicativo padrão Android Messages. Em seguida, se a sua operadora suportar o recurso, as mensagens de texto enviadas usando o Android Messages serão automaticamente enviadas como RCS.

Se a pessoa que estiver enviando mensagens de texto tiver um dispositivo e uma transportadora compatíveis com RCS, ela receberá essa mensagem como se fosse um texto normal. Se ela, entretanto, não tiver operadora ou telefone compatível, ela ainda poderá receber mensagens do RCS, elas serão traduzidas automaticamente e perfeitamente para um SMS tradicional.

Curiosamente, a reportagem do The Verge diz que os clientes que enviarem essas mensagens serão cobrados pelos dados, e não por uma mensagem SMS. Eles também observam que o RCS não oferecerá a criptografia de ponta a ponta encontrada em serviços de mensagens como o Signal ou mesmo o iMessage.

Mais informações e notícias sobre o novo Chat devem surgir na conferência de desenvolvedores Google I/O no próximo mês.