Irmão de Pablo Escobar lança criptomoeda própria

Da Redação
21/03/2018 - 17h06
Diet Bitcoin está a venda por US$ 2 cada unidade; valor está com 96% de desconto. Irmão do narcotraficante também publicou artigo e livro explicando a moeda

Roberto Escobar, o irmão do popular traficante de drogas, Pablo Escobar, parece ter se lançado no cada vez mais povoado mercado das criptomoedas. Segundo informações do site The Next Web, a empresa de investimento de risco de Roberto, a Escobar Inc., está lançando uma oferta inicial (ICO) da chamada Diet Bitcoin (DDX), onde usuários podem comprá-la atualmente com 96% de desconto. Um representante da companhia confirmou o lançamento ao TNW.

De acordo com o site que hospeda a iniciativa, a oferta de 1 milhão de DDX será dividida em três etapas. A primeira delas já abriu a venda de 300 mil unidades a US$ 50 (com o desconto atual de 96%, cada moeda custará US$ 2), outras 300 mil por US$ 100 a unidade e o restante custará US$ 1 mil a unidade.

O mesmo site também tenta jogar luz sobre a nova moeda. Um artigo que detalha a Diet Bitcoin pode ser baixado, assim como uma obra curiosa da literatura moderna: "Pablo Escobar's dietbitcoin: After making $100 billion dollars, Roberto Escobar launches the dietbitcoin “DDX” (em tradução literal: Depois de fazer US$ 100 bilhões de dólares, Roberto Escobar lança a dietbitcoin). Vale notar que Roberto é um dos autores do livro. 

Escobar-livro

Roberto diz que a maioria das criptomoedas disponíveis hoje em dia são uma fraude e aposta que a sua moeda estará firme e forte quando todas entrarão em colapso. Segundo seu livro, o bitcoin foi criado pelo governo americano e não por Satoshi Nakamoto. 

"O mundo irá ver que isso foi criado por eles. E quando eles virem, será tarde demais", escreve. "E quando a CIA descobrir que o mundo sabe sobre isso, ela venderá todas as moedas e eles destruirão o valor do bitcoin", defende um conspiratório Escobar.