Facebook expulsa partido britânico de extrema direita de suas páginas

Da Redação
14/03/2018 - 13h07
O partido Britain First e seus líderes Paul Golding e Jayda Fransen foram banidos da rede social por discurso radical de ódio e racismo

Um post publicado nesta quarta-feira, 14/03, na área oficial de notícias do Facebook, informa que o grupo radical britânico de extrema direita, Britain First, e seus dois líderes, Paul Golding e Jayda Fransen, foram banidos para sempre da rede social. O post explica que tanto a página oficial do grupo quanto as páginas dos dois líderes publicavam posts que quebravam as regras de conduta da comunidade e incitavam o ódio. A página do Britain First tinha mais de 2 milhões de likes.

"Enviamos um alerta final por escrito ao administrador das páginas, e eles continuaram a postar conteúdo que viola nossos padrões. Por isso, de acordo com nossas regras, removemos oficialmente a página do Britain First e as páginas dos seus dois líderes. Fazemos isso com pesar, mas eles repetidamente publicaram conteúdo feito para incitar a animosidade e o ódio contra minorias", informa o post, que tem o título de Tomando Medidas contra Britain First (Taking Action Agains Britain First).

O Britain First é um dos mais controvertidos participantes da política britânica. Nunca foram eleitos, mas são considerados o grupo que tem o maior alcance em redes sociais entre todas as instituições políticas do Reino Unido, segundo a rede de TV BBC. "A meta do Britain First é fazer barulho no Facebook e em outras redes. Eles possuem 2 milhões de likes, enquanto que o Partido Trabalhista (Labour Party) tem 1 milhão e o Partido Conservador (Conservatives), 650 mil", informa a BBC.

Eles são conhecidos pelo seus posts inflamatórios, provocativos, geralmente escritos totalmente em letras capitulares, conclamando contra o Islã, os imigrantes e as práticas da União Européia. Ainda segundo a BBC, o partido usava sua página no Facebook como um hub para atrair radicais extremistas e boa parte dos seus fãs não são do Reino Unido, embora o partido se chame Britain First.