6 séries distópicas da Netflix para quem gosta de Black Mirror

Da Redação
02/03/2018 - 19h32
Entre os títulos, nossa lista traz a nova aposta da plataforma de streaming, 'Altered Carbon', a série brasileira 3% e uma produção baseada no livro de Douglas Adams

Talvez, a essa altura do seu comportamento binge watcher, você já tenha terminado as temporadas de Black Mirror, Stranger Things e revisto até mesmo Star Trek. O que é bem compreensível. 

Mas se você realmente gosta de um cenário apocalíptico ou de enredos misteriosos com suspenses bem imaginativos, há outros títulos para deixar a vida real - que já soa meio distópica algumas vezes - de lado. 

Pensando nisso, selecionamos na lista abaixo algumas das melhores séries, encontradas na Netflix, que refletem sobre extremos, tecnologia, nossas condições humanas e indagações morais.

Altered Carbon

A mais nova produção da Netflix tem um enredo um tanto perturbador para abordar, entre outras coisas, o nosso fetiche pela vida eterna. Em "Altered Carbon", as pessoas conseguem armazenar suas consciências para serem vividas em outros corpos. A série aborda a trajetória do mercenário Takeshi Kovacs (Joel Kinnaman) que acorda em outro corpo passados 250 anos. Ele, então, precisa se adaptar a uma nova sociedade e a um novo corpo. O suspense fica por conta de uma missão que recebe: ele é contratado por um homem para descobrir o autor de seu próprio assassinato. Takeshi conta ainda com a ajuda de um robô equipado com inteligência artificial. Claro.

3%

A série é a primeira produção brasileira do Netflix e se tornou a série de língua não-inglesa mais assistida nos EUA no ano passado, segundo informações da própria Netflix. Nela, os personagens vivem em um mundo pós-apocalíptico. Mas em meio a um planeta decadente, onde se falta de tudo, há um lugar onde se pode ter uma vida perfeita, o Maralto. Só que para chegar lá, jovens candidatos precisam testar seus limites em provas físicas e psicológicas, que os colocam diante de dilemas morais. Apenas 3% poderá ser aprovado e viver uma vida digna. 

Sense8

A série, que se tornou fenômeno de público, conta a história de oito desconhecidos de países diferentes que estão interligados. Depois de terem a visão da morte violenta de uma mulher, eles começam a descobrir que estão mentalmente e emocionalmente ligados um ao outro, sendo capazes de se comunicar, sentir e apoderar-se do conhecimento, linguagem e habilidades alheias. Aqueles que têm esse tipo de dom recebem o nome de Sensate. Ao mesmo tempo que tentam descobrir como e por que esta conexão aconteceu, um misterioso homem tenta ajudá-los, enquanto outra tenta caçá-los. A série conta com duas temporadas e foi cancelada pela Netflix, que justificou os altos custos de produção da série.

The 100

Uma guerra nuclear devastadora dizimou quase toda a vida na Terra e apenas algumas centenas de pessoas que estavam em estações espaciais em órbita sobreviveram. Três gerações depois, a população já se multiplicou e, ficando sem recursos, precisa descobrir se a Terra já se tornou um lugar habitável. Para garantir o futuro, uma missão envia 100 jovens para o planeta e aqui eles descobrem que precisam superar as diferenças com aqueles que sobreviveram na Terra.

The OA

A série gira ao redor da personagem Prairie Johnson (Brit Marling), que aos sete anos de idade e, inicialmente cega, desaparece. Sete anos depois ela retorna e com a visão perfeita. A jovem, então, tenta explicar aos pais o que aconteceu durante a sua ausência: ela diz que nunca realmente se foi, mas estava em outro plano da existência.

Dirk Gently's Holistic Detective Agency

Para aqueles que gostam de "O Mochileiro das Galáxias" e "Doctor Who", esta série de comédia pode agradar - ela também é baseada em um livro homônimo de Douglas Adams, publicado originalmente em 1987. Nela o excêntrico detetive Dirk e seu assistente Todd investigam casos misteriosos envolvendo o sobrenatural. A série conta apenas com duas temporadas.