Instagram começa a 'denunciar' usuários que tiram prints de Stories

Da Redação
12/02/2018 - 13h44
Rede social testa recurso com número limitado de usuários. Plataforma já identificava aqueles capturavam tela de fotos enviadas por mensagem direta

O Instagram vai tornar a vida dos, digamos, stalkers casuais um pouco mais indiscreta. Isso porque a rede social está testando um recurso que "denuncia" aqueles que tirarem um print das chamadas Stories.

A plataforma já identificava os usuários que capturavam a tela de uma foto ou vídeo enviados como uma mensagem direta. Mas o novo recurso, também copiado do Snapchat, não foi ativado para todos os usuários, pelo menos ainda. Da mesma forma que fez com features anteriores,  o Instagram testa a novidade com um número ilimitado de usuários para avaliar a resposta. 

Como funciona

Caso você seja um dos usuários aleatórios que recebeu a atualização, você receberá um alerta do aplicativo ao tirar um screenshot do Stories com a seguinte mensagem ou ameaça: "Na próxima vez que você tirar uma captura de tela ou gravação de tela, a pessoa que postou a história poderá vê-la".

O recurso identifica quem viu sua história quando você tocar na área "visto por", instalada no canto inferior esquerdo. Um ícone de obturador será exibido ao lado do nome da conta que tenha capturado seu conteúdo. 

Ainda dá para ser discreto

Talvez o recurso, que ainda não tem data de lançamento global, seja uma dica para usuários pegarem leve no colecionismo de imagens ou no stalkismo cibernético. 

Mas alguns usuários do Twitter o acharam desnecessário e lembraram dicas para driblar o fato de você ser pego capturando telas por aí. Você pode configurar o seu telefone para o modo avião e, em seguida, capturar a tela, ou ainda ver o Stories do Instagram através do navegador na área de trabalho e dar um print a partir daí.