Ciberataque compromete internet e Wi-Fi durante os Jogos de Inverno

Da Redação
12 de fevereiro de 2018 - 12h41
Representantes do Comitê Olímpico confirmaram o ataque que também afetou o site dos jogos; entretanto não revelaram fonte do incidente

A cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno em Pyeongchang foi palco para muitas festividades e atletas do mundo todo, mas o evento também foi marcado por um ataque cibernético. Representantes oficiais dos Jogos confirmaram o ataque a Reuters

Os serviços de televisão e o acesso à internet foram afetados, mas segundo os organizadores, o incidente "não comprometeu nenhuma parte crítica de suas operações".

Durante a abertura, na sexta-feira (9), além do acesso à internet e Wi-Fi interrompidos, o site dos jogos também caiu, impedindo que visitantes imprimissem seus ingressos. 

Sung Baik, porta-voz do comitê organizador de Pyeongchang, informou que os problemas já foram resolvidos, mas se esquivou de revelar a fonte do ataque. Mark Adams, também do Comitê Olímpico, também fez o mesmo.

"Nós não vamos comentar sobre a questão. É algo que estamos lidando. Nós estamos garantindo que nossos sistemas estão seguros e eles estão seguros", disse Adams. 

Perguntado se os organizadores sabiam quem estava por trás do ataque, o porta-voz disse: "definitivamente eu não sei. Mas as melhores práticas internacionais dizem que você não deve falar sobre um ataque".

Vale lembrar que não é a primeira vez que os Jogos de inverno de 2018 são alvo de hackers. No mês passado, a McAfee disse que detectou ataques nos meses que antecederam os jogos, sob a forma de e-mails mal-intencionados enviados para representantes olímpicos.