CES 2018: Maior feira de tecnologia do mundo sofre apagão no segundo dia

Carla Matsu*
11/01/2018 - 01h57
5G, IA, Alexa, Google, carros autônomos? Nada disso, maior destaque do segundo dia da feira foi o apagão que deixou parte do evento no escuro por mais de duas horas

O maior evento de tecnologia do mundo ficou, parcialmente, sem energia elétrica nesta manhã de quarta-feira (10) por cerca de duas horas. A CES (Consumer Eletronics Show), que acontece todos os anos em Las Vegas, tem uma respeitável reputação de lançar e adiantar grandes tendências de tecnologia, mas as luzes apagadas em alguns dos pavilhões deixou essa sensação de futuro um tanto quanto destoante. 

Segundo a CTA (Consumer Technology Association), que organiza o evento, um dos transformadores que fornece energia à feira foi afetado pela intensa chuva que atingiu a cidade nos últimos dois dias. Para se ter uma ideia, na terça-feira (9), o Google se viu forçado a fechar seu estande, instalado no estacionamento do centro de convenções, por conta da chuva. A estrutura montada não era, literalmente, à prova de água. 

Com certa ironia, os estandes de grandes empresas que demonstravam produtos que prometem facilitar nossas vidas ao torná-las mais conectadas, como a Samsung, LG e Sony, ficaram sob a penumbra nesta manhã. 

E se grandes fabricantes vislumbram a quinta geração de telefonia móvel como aquela que habilitará uma infinidade de novos serviços inteligentes e autônomos, bem, grandes demandas por energia elétrica podem, naturalmente, colocar sob risco esse cenário.

A Intel aproveitou a situação para descontrair - já que a companhia ainda endereça as recentes falhas em seus processadores - e brincou em sua conta no Twitter: "Apresentando Blackout: a maior coisa a chegar à CES 2018 desde o 5G".

De acordo com a CTA, nenhum incidente foi reportado devido a falta de energia elétrica. Por volta das 14h local, todos os pavilhões já estavam de volta à normalidade.

*Jornalista viajou e participa da CES à convite da CTA