Economista vencedor do Nobel quer o fim do Bitcoin

Da Redação
04 de dezembro de 2017 - 15h14
Em entrevista para a Bloomberg, Joseph Stiglitz afirmou que moeda virtual é uma "bolha" e que "não serve a nenhuma função social verdadeira".

Em meio à valorização constante do Bitcoin, que passou dos 10 mil dólares por unidade na semana passada, o premiado economista Joseph Stiglitz, vencedor do Prêmio Nobel em 2001 por sua análise sobre mercados com informações assimétricas, destoou ao criticar recentemente a moeda virtual.  

Em entrevista para a Bloomberg, Stiglitz afirmou que o “Bitcoin só é bem-sucedido por conta do seu potencial para fraudes e falta de supervisão”. “É uma bolha que dará muitas emoções para muitas pessoas à medida que sobe e desce.” 

Sem a vigilância de órgãos governamentais, aponta o vencedor do Nobel, a criptomoeda “deve ser banida” uma vez que “não serve a nenhuma função social verdadeira”.

Na última semana, para quem não lembra, o Bitcoin teve uma valorização e tanto, superando a barreira dos 11 mil dólares por unidades pela primeira vez. O crescimento da moeda em 2017 é estimado em 933%, segundo WSJ.