Em último dia na empresa, funcionário do Twitter derruba conta de Trump

Da Redação
03/11/2017 - 16h47
Perfil do presidente dos EUA ficou fora do ar por um total de 11 minutos. Empresa diz ter tomado medidas para evitar novos casos do tipo.

Imagem: divulgação/Twitter

Um ex-funcionário do Twitter usou o seu último dia de trabalho na empresa de tecnologia para apagar (momentaneamente) a conta do presidente dos EUA, Donald Trump, da plataforma. O político conta com mais de 41 milhões de seguidores no serviço e é conhecido por publicações polêmicas.

O sumiço da conta de Trump do Twitter durou apenas 11 minutos na noite desta quinta-feira, 2/11, mas foi o bastante para causar muito barulho na Internet, que foi tomada por posts, memes e teorias da conspiração sobre o ocorrido.

Inicialmente, o Twitter afirmou que a conta tinha sido apagada por conta de um erro de funcionário. Depois, a empresa soltou um novo comunicado afirmando, na verdade, que o perfil de Trump foi apagado por um funcionário de suporte aos clientes em seu último dia de trabalho na empresa. Por fim, a companhia diz ter tomado medidas para que fatos como esse não voltem a acontecer.

Assim que a sua conta foi restaurada e a história esclarecida, Trump usou seu perfil no Twitter para comentar o caso (veja abaixo). “Minha conta no Twitter foi derrubada por 11 minutos por um funcionário desonesto. Acho que a palavra está finalmente saindo e tendo um impacto”, afirmou o político em um tuíte que teve mais de 21 mil respostas.

trumptwitter01.jpg

Imagem: reprodução/Twitter