YouTube altera algoritmo após vídeos falsos de Las Vegas viralizarem

Da Redação
06/10/2017 - 13h28
Vídeos falsos sobre o atentado em Las Vegas circularam na plataforma nesta semana. Conteúdo disseminava imagens ofensivas e teorias da conspiração

O YouTube alterou seus algoritmos de busca para exibir fontes mais confiáveis, após uma série de vídeos falsos sobre o atentado em Las Vegas circular na plataforma. As informações são do Wall Street Journal.

Aqueles que pesquisavam "tiros em Las Vegas" no YouTube tinham acesso a vídeos que questionavam se o governo americano estava mentindo sobre os fatos da tragédia e havia, inclusive, sugestões de que as vítimas poderiam ser atores. 

Outro vídeo dizia que havia vários atiradores envolvidos e não apenas Stephen Paddock, o aposentado de 64 anos e autor dos disparos contra a multidão que participava do festival de música country em Las Vegas. 

A plataforma, que é de propriedade do Google, foi duramente criticada, inclusive por sobreviventes e parentes das vítimas, por não conter a publicação do conteúdo. 

O Wall Street Journal reporta, citando uma fonte próxima ao assunto, que o YouTube estava trabalhando em ajustes em seus resultados de busca nos últimos meses, mas que implementou as mudanças antes do planejado em resposta as críticas.

Os algoritmos classificam os vídeos nos resultados de busca e na escolha de vídeos para apresentar o próximo a ser exibido. O YouTube, entretanto, não revelou como os algoritmos funcionam para determinar quais fontes são realmente confiáveis para apresentar no resultado de buscas.