Streaming cresce quase 50% e impulsiona mercado de música nos EUA

Da Redação
21 de setembro de 2017 - 16h32
Serviços como Spotify e Apple Music registraram receita de US$2,5 bilhões no primeiro semestre naquele país. Vendas de downloads digitais caíram 24%.

Em alta, o streaming já responde por nada menos do que 62% do mercado de música dos EUA, segundo um novo levantamento publicado pela associação da indústria fonográfica naquele país, a RIAA. 

De acordo com a pesquisa da instituição, os serviços de streaming como Spotify e Apple Music já possuem mais de 30 milhões de assinantes nos EUA. Com isso, o setor viu sua receita subir 48% no primeiro semestre deste ano, quando alcançou a marca de 2,5 bilhões de dólares.

Com esse salto recente do streaming, o mercado geral de música está voltando a crescer nos últimos anos após um longo inverno em baixa, que teve início em 1999, época do surgimento do Napster. As vendas de varejo no setor cresceram 17%, alcançando 4 bilhões de dólares no semestre.

Como esperado, o fato dos serviços de assinatura de streaming estarem em alta significa que as vendas de downloads digitais, no estilo da iTunes Store e Google Play, continuam em baixa, tendo registrado uma queda de 24% nos primeiros seis meses de 2017 nos EUA.

Por outro lado, vale destacar que as vendas físicas de discos permaneceram basicamente inalteradas entre janeiro e junho deste ano, quando registraram uma ligeira queda de 1%.