SAP cancela patrocínio na RBS após comentários racistas de locutor

Da Redação
12 de setembro de 2017 - 17h36
Companhia declarou que por promover a diversidade e o respeito, decidiu retirar o patrocínio da Confraria da Rádio Gaúcha, do locutor Pedro Ernesto Denardin

A SAP cancelou o seu patrocínio no programa "Confraria da Rádio Gaúcha", do grupo RBS, após declarações racistas e homofóbicas feitas pelo apresentador e narrador de futebol, Pedro Ernesto Denardin, sobre o jogador equatoriano do Grêmio, Miller Bolaños.

O equatoriano foi contratado neste ano pelo time tricolor, mas vinha apresentando um desempenho abaixo do esperado. Ele assumiu poucos jogos como titular e, na semana passada, foi cedido para o Tijuana, do México. 
 
Durante um show privado, Denardin aparece em um vídeo, gravado por uma câmera de celular e feito sem autorização. Nele, é possível ver o locutor tecer comentários preconceituosos contra Bolaños. 
 
O material foi divulgado nas redes sociais e torcedores gremistas pressionaram marcas para retirar patrocínios ao programa.
 
A multinacional alemã, que possui programas de incentivo à diversidade dentro de sua força de trabalho, informou por meio de sua conta oficial no Twitter que "repudia toda e qualquer manifestação racista e homofóbica" e que, por isso, cancelaria o patrocínio no programa. 
 
"Sempre promovemos a diversidade e o respeito, por isso a @SAPBrasil decidiu retirar o patrocínio do programa de @pedroernestors", escreveu a companhia. 
 
A SAP foi a única patrocinadora a deixar os apoiadores do programa. Denardin se desculpou pelo Twitter.