Spotify assina com a Warner e fecha o acordo que faltava para o IPO

Da Redação
25 de agosto de 2017 - 17h40
Após renovar contratos com Universal e Sony, serviço de streaming ainda precisava da última peça para encaminhar a sua aguardada entrada na bolsa de valores.

Depois da Sony e da Universal, o Spotify conseguiu renovar o seu acordo de licenciamento com a Warner e assim abrir caminho para iniciar a sua aguardada oferta pública de ações (IPO), prevista para o fim de 2017 ou início de 2018.

Segundo o The Verge, o novo contrato do Spotify com a Warner é provavelmente igual ao acordo fechado em abril pela empresa de streaming de música com a Universal e inclui a opção do app barrar lançamento da gravadora apenas para assinantes por determinado período. 

A Warner confirmou o novo contrato com o Spotify em seu perfil no Instagram por meio de um comunicado do diretor da sua área digital, Ole Obermann. “Levou algum tempo para chegarmos até aqui, mas valeu a pena, uma vez que chegamos a um conjunto equilibrado de termos do negócio focados no futuro. Juntamente com o Spotify, encontramos maneiras inventivas de reforçar o valor da música, criar benefícios adicionais para os artistas, e animar seus fãs ao redor do mundo.”

Após fechar esses acordos com as gigantes Sony, Universal e Warner, o Spotify poderá agora prever com segurança os seus custos com licenciamentos pelos próximos anos, algo essencial para o seu IPO, que deve ser realizado junto à Bolsa de Valores de Nova York.