Site da NASA permite assistir on-line o eclipse solar desta segunda (21/8)

Da Redação
21/08/2017 - 00h38
O eclipse do Sol, que acontece neste 21 de agosto, terá visibilidade total apenas no Hemisfério Norte, mas poderemos ver cada minuto dele com ajuda da internet

Nesta segunda-feira, 21 de agosto, o sol vai se apagar por completo do céu do Hemisfério Norte durante 2 minutos e 44,3 segundos, por conta do eclipse solar total que acontecerá a partir das 13h00 (horário de Brasília). O fenômeno astronômico pelo qual a Lua passa na frente do Sol bloqueando totalmente sua visão por alguns minutos, será totalmente visível nos Estados Unidos e parcialmente na América Central, norte da América do Sul e Europa. 

No Brasil, o escurecimento do disco solar será de até 40% em algumas regiões bem ao Norte e Nordeste, mas para quem mora em São Paulo e Rio de Janeiro, quase não será percebido. Mas como a internet dá jeito para tudo, será possível assistir o eclipse em sua plenitude graças a uma gigantesca operação montada pela NASA que envolve a transmissão pela Estação Espacial Internacional e também uma rede de 55 balões equipados com câmeras, que vão cobrir toda a extensão dos 12 estados norte-americanos pelos quais o eclipse vai passar, e transmitir o fenômeno ao vivo.

A NASA preparou dois sites para transmitir o fenômeno, com direito a comentários de cientistas, debates etc. Pelo site www.NASA.gov/eclipselive a agência espacial vai fornecer 10 diferentes webcasts ao vivo, cada um de um ângulo diferente. O site já está funcionando e por enquanto você consegue assistir diferentes cientistas e professores e pesquisadores falando sobre o fenômeno.

Você poderá ver o eclipse do ponto de vista da Estação Internacional Espacial (International Space Station); assistir a filmagem por câmeras em telescópios instaladas em vários locais, incluindo Hopkinsville, no estado do Kentucky, onde o fenômeno se manifesta na plenitude; ou acompanhar a transmissão feita de 55 pontos diferentes por meio de balões de grande altitude que vão flutuar ao longo do trajeto do eclipse pelos 12 Estados norte-americanos.

O site eclipse.stream.live terá um backup com a transmissão dos balões.Eles fazem parte do Eclipse Ballooning Project, que consiste de 55 times formados por estudantes de universidades, escolas do ensino médio, e grupos de balonistas de grande altitude.  Eles vão fazer subir grupos de balões a uma altura de 30 quilômetros, carregando objetos chamados payloads, que pesam no máximo 5 quilos, e que contêm câmeras digitais controladas por um computador Raspberry Pi, além de um modem de rádio de 5.8 GHz para transmitir vídeo e um modem de rádio de 900 MHz para transmitir imagens.

E, se você é um "eclipse freak" como muitos norte-americanos, um bom lugar para visitar antes do eclipse é o site montado pela NASA com dezenas de diferentes arquivos para download, incluindo mapas, explicações, artigos e pôsteres coloridos celebrando o "Eclipse Across America". Visite em https://eclipse2017.nasa.gov/downloadables