GoDaddy decide parar de hospedar site neonazista Daily Stormer

Da Redação
14/08/2017 - 14h14
Decisão aconteceu após fundador da página fazer post menosprezando a morte da americana Heather Heyer, que foi atropelada em Charlottesville no fim de semana.

A empresa americana de domínios online GoDaddy anunciou nesta segunda-feira, 14/8, que não irá mais hospedar o site neonazista Daily Stormer, que teve papel importante no evento de supremacia branca Unite the Right, que deixou pelo menos um morto em Charlottesville, nos EUA, neste final de semana. 

Por meio do seu perfil no Twitter, o GoDaddy anunciou que o Daily Stomer tem 24 horas para mudar o domínio do seu site para outro provedor por ter violado os seus termos de serviço. 

A medida foi tomada pela plataforma após usuários no Twitter apontarem que o criador do Daily Stormer, Andrew Anglin, tinha feito um post menosprezando a americana Heather Heyer, de 32 anos, que morreu no fim de semana após ser atropelada enquanto protestava contra a marcha neonazista em Charlottesville – o carro do suspeito em questão, James Alex Fields Jr, também atropelou muitas outras pessoas e ainda há alguns feridos em estado grave no hospital. 

“A maioria das pessoas está feliz com a morte dela”, afirmou Anglin sobre Heyer, o que fez com que a usuário Amy Siskind iniciasse uma campanha no Twitter para que o GoDaddy tomasse alguma atitude contra o Daily Stomer – o post de Amy teve mais 5 mil compartilhamentos.

Em um e-mail enviado ao jornal americano The Washington Post, o porta-voz do GoDaddy, Dan Race, confirmou a decisão da empresa de deixar de hospedar o Daily Stomer. “Dado o fato de o mais recente post do Daily Stormer acontecer logo após um ato violento, acreditamos que esse tipo de post poderia incitar mais violência, o que viola nossos termos de serviço”, afirmou.