Firefox 55 traz suporte para Realidade Virtual e novas configurações

PC World / EUA
09 de agosto de 2017 - 19h42
Liberada nesta semana pela Mozilla, mais nova versão do navegador também abre caminho de vez para o fim do Flash, previsto para 2020.

A Mozilla liberou nesta semana o novo Firefox 55 para Windwos, macOS e Linux, com novidades como suporte para o padrão de Realidade Virtual WebVR e melhorias nas configurações de desempenho.

A nova versão do browser se atualiza em segundo plano, então a maioria dos usuários só precisar abrir o navegador novamente para ter a versão mais recente em mãos. Para atualizar manualmente, vá no ícone de ajuda – o ponto de interrogação com um círculo – após clicar no menu localizados no botão com as três barras horizontais, no canto superior direito da tela. Vá em Sobre o Firefox e veja se o navegador está atualizado. 

A Mozilla atualiza o Firefox com uma periodicidade que varia entre seis e oito semanas. O último upgrade, o Firefox 54, foi lançado em 13 de junho, há cerca de dois meses.

Novas configurações de desempenho

A maioria dos usuários provavelmente vai achar as novas configurações de performance o mais útil dos novos recursos do update. Uma melhoria em relação ao Firefox 54, que usava até processos para rodar as abas do navegadores, a versão mais recente permite que os usuários ajustem esse número, que poderá variar entre um e oito. Quanto mais processos assinalados para o conteúdo da aba, mais rápido será o carregamento. Por outro lado, quanto mais processos, mais memória é consumida pelo navegador.

A nova configuração pode ser encontrada em Options (no Windows) ou em Preferences (no macOS) a partir do menu acessado pelas barras horizontais, localizadas no canto superior direito da tela. Desmarque a opção “Use recommended performance settings”, que fica na seção Performance.

WebVR

Outras novidades do Firefox 55 incluem o suporte para o WebVR (exclusivo para Windows), a API de realidade virtual em um navegador que foi criada pela Mozilla mas também é suportada por browsers rivais, como o Google Chrome e o Microsoft Edge.

Flash

Além disso, o Firefox 55 pavimentou ainda mais o caminho para o fim do Flash, que vai acabar oficialmente em 2020. A partir da versão mais nova do navegador, a opção “clicar para rodar” será padrão para o Flash Player, uma medida que já tinha sido anunciada. 

Correções

A Mozilla destaca ainda que corrigiu um total de 28 vulnerabilidades de segurança no novo Firefox, sendo que cinco delas eram consideradas Críticas, classificação mais alta da companhia em termos de segurança.

Atualmente, o Firefox é usado por cerca de 12,3% dos usuários de computadores pelo mundo.