Facebook vai 'esconder' posts de usuários que compartilham demais

Da Redação
03/07/2017 - 16h06
Companhia informou que a atualização no feed de notícias visa diminuir links de "baixa qualidade". Novo filtro não altera publicações pessoais, como fotos e vídeos

O Facebook anunciou que uma nova atualização em seus algoritmos deve colocar os chamados "spammers" no limbo do feed de notícias. 

Na última sexta-feira (30), a rede social informou por meio de seu blog que passará a exibir menos publicações de usuários que compartilham muitos posts por dia. Isso quer dizer que tais publicações perderão relevância nos critérios de ranqueamento do Facebook e deixarão de assumir o topo do Feed.

A mudança tem como objetivo reforçar a vocação para qual o Facebook tem se direcionado nos últimos anos, que é de tornar a plataforma mais informativa. Segundo a empresa, pesquisas mostraram que os links compartilhados por "spammers" tendem a incluir conteúdo de baixa qualidade, como títulos caça-cliques, sensacionalismo e desinformação.

Entretanto, a atualização não altera aqueles que compartilham - em excesso - fotos, atualizações de status e check-in de lugares. Caso você não queira se deparar mais com os recortes da vida social de seus amigos, assim como suas digressões filosóficas, ainda é preciso deixar de assinar o feed de notícias dos mesmos. 

Produtores de conteúdo, porém, podem ficar preocupados. O Facebook ressaltou que a medida não deve atrapalhar a distribuição de conteúdo para a "maioria dos produtores" na rede, o que não descarta a possibilidade de que alguns venham a sentir impacto na audiência.

"A maioria dos editores não verá mudanças significativas em sua distribuição no News Feed. Os editores que obtêm uma distribuição significativa de pessoas que rotineiramente compartilham grandes quantidades de posts por dia podem ver uma redução na distribuição desses links específicos", explicou Adam Mosseri, vice-presidente para o News Feed do Facebook. "Como sempre, os editores devem ter em mente os guias básicos para chegar ao público no Facebook e continuar a publicar histórias relevantes e que os leitores achem informativo."

Não é também a primeira vez que o Facebook ajusta o seu algoritmo para o feed de notícias. No ano passado, a empresa de Mark Zuckerberg anunciou que usaria compartilhamentos, curtidas e comentários dos usuários para ranquear o tipo de notícia que deveria ganhar destaque na timeline. A ideia, com isso, era tornar mais pessoal a entrega de notícias para seus usuários.