Sony libera ferramentas de deep learning para atrair desenvolvedores

Da Redação
27/06/2017 - 18h20
Programadores poderão distribuir, modificar e usar ferramentas de deep learning da companhia sem pagar royalties

Seguindo o mesmo caminho que Google, Facebook e Amazon, a japonesa Sony abriu o acesso a suas ferramentas de deep learning. O objetivo? Atrair desenvolvedores de inteligência artificial.

A companhia colocou sob licença gratuita sua "Neural Network Libraries", permitindo que programadores distribuam, modifiquem e usem tais software para qualquer propósito. 

A biblioteca oferece a linguagem de programação Python, popular entre desenvolvedores e é compatível com as placas gráficas da Nvidia, que podem acelerar o treinamento de modelos.

Diferente de Google e Facebook, a Sony não é um dos nomes que vem à mente quando se fala em aprendizado de máquina. Entretanto, vale lembrar que, no ano passado, a companhia anunciou investimento na empresa americana Cogitai, que utiliza a tecnologia para aprendizagem de reforço. 

No mesmo ano, Kazuo Hirai, CEO da Sony, disse aos investidores que a empresa deveria cooperar mais com talentos externos para acompanhar a evolução da robótica e da inteligência artificial. 

Ao abrir sua biblioteca de software, a Sony ajudará desenvolvedores a levar inteligência a aplicações distintas. Mas, ao mesmo tempo, espera que a iniciativa torne suas ferramentas mais robustas e, claro, inteligentes. Uma espécie de generosidade que deve trazer retorno à fabricante e aos seus futuros produtos.