Google não vai mais escanear seus e-mails para direcionar anúncios

Da Redação
26 de junho de 2017 - 17h25
Com isso, gigante de buscas vai adotar a mesma abordagem para as contas corporativas e de consumidores do Gmail, que possui mais 1,2 bilhão de usuários.

O Google anunciou no final de semana que vai parar de escanear os conteúdos das mensagens dos usuários do Gmail para direcionar anúncios publicitários.

Motivo de muita polêmica entre os usuários, a prática acontecia basicamente desde o lançamento do serviço de e-mail da gigante de buscas. 

“O Gmail do pacote G Suite já não é usado para personalização de anúncios, e o Google decidiu seguir a mesma abordagem ainda neste ano com o nosso serviço gratuito do Gmail para usuários finais”, explica a empresa em um post sobre a nova abordagem.

Segundo o Google, “conteúdo do Gmail para usuários finais não será usado ou verificado para qualquer tipo de personalização de publicidade depois desta mudança”.

Apesar de não revelar exatamente quando deixará de fazer isso, o Google deixa claro que a prática deixará de existir ainda em 2017. De acordo com a empresa de Mountain View, o Gmail possui atualmente mais de 1,2 bilhão de usuários no mundo.