NASA anuncia a descoberta de dez exoplanetas semelhantes à Terra

Da Redação
19/06/2017 - 17h37
Segundo agência, se confirmados tais planetas entram para uma lista de 50 exoplanetas com condições que poderiam abrigar alguma espécie de vida

A Nasa anunciou, nesta segunda-feira (19), ter descoberto evidências que apontam 219 novos potenciais planetas, incluindo dez com características semelhantes à Terra. Eles fazem parte de um catálogo de exoplanetas, como são chamados os planetas que orbitam em outros sistemas, fora da órbita do Sol. 

O documento tem como base dados do telescópio espacial Kepler. Segundo a Nasa, ainda são necessários mais dados para uma classificação mais precisa dos planetas. Mesmo assim, no caso dos dez possíveis planetas similares à Terra, os cientistas apontam características interessantes, como o tamanho similar ao de nosso planeta e o fato de orbitarem suas estrelas em zona habitável, ou seja, longe o suficiente para desenvolver água, mas não tão distante a ponto de congelá-la. 

Se confirmados, os exoplanetas serão acrescentados a uma lista pequena, porém crescente de planetas que se assemelham à Terra, dando suporte à ideia de que planetas rochosos são mais comuns do que imaginávamos. 

O documento reúne quatro anos de pesquisas baseadas nos dados recebidos pelo telescópio Kepler.  Esta é a oitava versão do catálogo e agora a Nasa aponta a possibilidade de existência de 4.034 candidatos a exoplanetas. Deste total, 2.335 já tiveram a confirmação de serem planetas.

Com os dez novos exoplanetas adicionados ao catálogo, a Nasa ampliaria para 50 a quantidade daqueles que teriam condições semelhantes ao modelo terrestre e poderiam abrigar alguma espécie de vida. 

Durante o anúncio, o cientista Mario Perez, que faz parte da Divisão de Astrofísica da Nasa, afirmou que os dados coletados pelo Kleper são únicos porque somente esse relatório tem planetas análogos ao sistema terrestre. "Essas informações podem ajudar e orientar futuras missões da Nasa para encontrar diretamente outra terra”, afirmou.

*Com Agência Brasil