CEO do Instagram diz que todo mundo copia todo mundo no Vale do Silício

Da Redação
05 de junho de 2017 - 11h06
CEO da rede social de imagens, Kevin Systrom, disse ainda que o próprio Snapchat copiou a sua empresa antes de toda a polêmica em torno das Stories.

O CEO do Instagram, Kevin Systrom, negou as recorrentes acusações de ter copiado o rival Snapchat com o recurso Instagram Stories, que também ganhou versões no WhatsApp e no Facebook. A afirmação foi feita em uma nova entrevista para o Recode.

Segundo o executivo, copiar (ou se inspirar) em outros serviços é algo comum no mercado. “Vamos pegar o Dia Um do Instagram. O Instagram era uma combinação do Hipstamatic, Twitter e de algumas coisas do Facebook como o botão Curtir. Você pode rastrear as origem de todos os recursos que as empresas possuem em seus apps para algum lugar na história da tecnologia.”

Systrom diz que as críticas feitas a ele e ao Instagram são justas, mas comparou a situação com o mercado automobilístico para mostrar como não se trata apenas de uma cópia pura e simplesmente.

“Imagine que o único carro do mundo no momento fosse o Model T. Alguém inventa o carro, é muito legal, mas você culpa outras empresas por também fabricarem carros com rodas e um volante, ar condicionado e janelas? A questão é: quais elementos únicos você constroi a partir disso?”.

Depois, o executivo trouxe a comparação justamente para a grande “inspiração” do Instagram em relação às Stories do Snapchat. “Quando adotamos as Stories, decidimos que uma das coisas realmente irritantes sobre esse formato é que ele simplesmente continuava seguindo e você não podia pausar para olhar alguma coisa, não podia retroceder. Fizemos tudo isso, implementamos essas coisas.” 

Por fim, o CEO do Instagram afirmou que o próprio Snapchat já copiou recursos da sua empresa e diz que isso é algo comum no Vale do Silício. “Acho que o Snapchat é uma ótima empresa, penso que eles continuarão se saindo bem, mas quando você olha para trás – eles não tinham filtros, originalmente. Eles adotaram filtros porque o Instagram tinha filtros e muitas outras empresas também tentavam adotar filtros. E você poderia ter dito a mesma coisa naquela época, ‘Estamos um copiando os outros’, mas não sei, é apenas a maneira como o Vale do Silício funciona.”

“A pergunta é: quem executa melhor? É isso que vai definir o vencedor em longo prazo. Mas honestamente, não será apenas um vencedor. O Facebook não é a única rede social do mundo, mas acho que não há problema nisso. Penso que é isso que faz o Vale do Silício funcionar, essa competição, olhar ao redor e adotar as melhores coisas para fazer o seu serviço melhor.”