Facebook desabilitou 14 mil contas por revenge porn e extorsão sexual em janeiro

Da Redação
22 de maio de 2017 - 15h22
No total, rede social analisou mais de 50 mil potenciais casos envolvendo as práticas criminosas no primeiro mês deste ano.

O Facebook desabilitou pouco mais de 14 mil contas em janeiro deste ano por conta de acusações de pornografia de vingança (revenge porn) e extorsão sexual (sextortion). As informações são do The Guardian, que teve acesso a um relatório vazado da rede social.

Além disso, o jornal britânico aponta que 33 desses incidentes registrados pelo Facebook em janeiro deste ano envolviam crianças

No total, a rede social teve de avaliar um total de 54 mil casos potenciais envolvendo as já citadas pornografia de vingança e extorsão sexual no primeiro mês de 2017. 

Outros documentos incluídos no relatório vazado dizem respeito ao tipo de conteúdo explícito permitido pelo Facebook entre seus usuários adultos, incluindo “imagens moderadas de sexualidade, beijos de boca aberta, sexo simulado com roupas e atividade sexual pixelada”. A lista de conteúdos explícitos permitidos incluem ainda frases com termos adultos e piadas sexuais.

“Nós permitimos expressões gerais de desejo, mas não permitimos detalhes sexualmente explícitos”, afirmou a rede social para o The Guardian.