Alvo fácil para ransomware: 1 em cada 5 PCs da China roda Windows XP

PC World / EUA
16/05/2017 - 17h07
Participação do sistema antigo da Microsoft no mercado chinês é muito maior do que sua fatia global, que fica na casa dos 7%.

O ransomware WannaCry atingiu dezenas de milhares de PCs Windows na China, onde o antigo Windows XP está presente em um a cada cinco computadores, de acordo com reportagens locais.

Mais de 23 mil endereços de IP na China mostram sinais de infecção, segundo afirmou o National Computer Network Emergency Response Technical Team/Coordination Center (CNCERT) afirmou para a agência de notícias estatal Xinhua.

“Intranets em muitas empresas e mercados, envolvendo bancos, educação, eletricidade, energia, sistema de saúde e transportes foram afetadas de maneiras diferentes”, explica o órgão. 

Já o Southern China Morning Post, de Hong Kong, afirma que dezenas de milhares de empresas e organizações foram atingidas pelo ransomware, chamado de WannaCry pelos especialistas em segurança – e também de WannaCrypt. 

A China National Petroleum Corporation (CNPC), por exemplo, deixou offline cerca de 20 mil postos de gasolina na manhã de sábado, 13/5, forçando os usuários a pagarem em dinheiro já que as compras em cartões de crédito não podiam ser processadas. Na tarde de domingo, 20% dos postos ainda estavam desconectados da Internet, mas os esforços continuavam para restaurar as opções de pagamento, afirmou a empresa.

Não deveria ser uma surpresa o fato de os PCs da China terem sido atingidos em cheio pelo ransomware. Apesar de os especialistas de segurança ainda precisarem identificar o vetor original de infecção, o WannaCry se espalha rapidamente ao explorar vulnerabilidades Windows em um protocolo de compartilhamento de arquivos. 

A Microsoft tinha corrigido a falha em março, mas apenas para sistemas Windows mais recentes. Com isso, os antigos Windows XP e 8 ficaram sem o patch, que só foi publicado de forma emergencial no domingo, 14/5, pela empresa de Redmond. 

A China corre um risco grande em casos de ataques contra máquinas com Windows XP porque uma grande porcentagem dos computadores do país ainda roda o sistema antigo.

Segundo o Baidu, maior provedor de buscas do país, 19% de todos os computadores pessoais que usaram o seu serviço no mês passado rodavam o Windows XP. Isso é quase o dobro da participação do Windows 10 por lá, mas menos de um terço da fatia do Windows 7.

A participação do Windows XP no mundo era de 7% em abril, segundo a empresa americana de análises Net Applications revelou no início de maio, cerca de um quarto do Windows 10 e um sétimo do Windows 7.