Fintech brasileira Nubank registra prejuízo de R$122 milhões em 2016

Da Redação
24/04/2017 - 16h35
Empresa que oferece cartão de crédito sem anuidade e controle pelo smartphone viu a receita crescer 644% no mesmo período.

Uma das startups queridinhas dos usuários nos últimos anos, a fintech brasileira Nubank fechou 2016 com um prejuízo líquido de 122 milhões de reais, aumento significativo em relação às perdas de 32,7 milhões de reais do ano anterior. 

Por outro lado, a empresa com sede em São Paulo viu sua receita disparar 644% em 2016, subindo de 10,4 milhões de reais para 77,1 milhões de reais durante o período.

Em entrevista ao Valor Econômico, o diretor financeiro da Nubank, Gabriel Silva, ‘culpa’ o crescimento acelerado da empresa pelo prejuízo crescente no último ano.

“Temos um custo baixo de aquisição de usuários, mas em contrapartida despesas com fabricação e envio dos cartões. Se a gente continuar crescendo muito, esse dia (da chegada do lucro) vai ser um pouco adiado.”

Lançado oficialmente em setembro de 2014, o Nubank rapidamente chamou a atenção e caiu nas graças dos brasileiros ao oferecer um cartão de crédito sem anuidade e com facilidades como o gerenciamento completo dos seus gastos e pagamentos diretamente pelo smartphone. 

Até o momento, o Nubank já arrecadou mais de R$ 600 milhões em cinco rodadas de investimentos desde a fundação da empresa.