Aceleradora da FGV busca startups para programa de mentoria gratuito

Da Redação
18/04/2017 - 10h38
Inscrições vão até o dia 31 de maio. Entre os requisitos para concorrer vaga no programa, startups precisam ter num aluno ou ex-aluno da FGV entre seus sócios

A aceleradora de negócios GVentures da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV EAESP) está com inscrições abertas para o programa de mentoria de startups. Startups interessadas têm até o dia 31 de maio para se inscreverem no programa de quatro meses e que se inicia no segundo semestre. 

Podem participar empresas com modelo de negócio escalável em qualquer setor de atuação. Um dos requisitos é que a startup tenha um aluno ou ex-aluno da FGV entre seus sócios. O regulamento completo pode ser acessado aqui.

Criada em 2016 e veiculada ao GVCenn (Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios) da FGV EAESP, a GVentures é a primeira aceleradora universitária de negócios do país que não cobra participação na empresa (equity) ou taxas. O programa gratuito tem como modelo o que já vem sendo feito por universidades renomadas no exterior, como a aceleradora Rock de Harvard e a aceleradora MIT Delta V do MTI.

“A GVentures, além de ser uma aceleradora com propósitos educacionais, ao definir e atuar no pre-seed brasileiro, supre uma lacuna no mercado já que não há praticamente veículos focados nesta fase de desenvolvimento de negócios”, explica o coordenador e professor Gilberto Sarfati. Os pre-seed são negócios que superaram a fase de ideação e que se encontram em processo de validação de seus modelos de negócios.

“O principal objetivo do processo de aceleração da GVentures é levar, ao longo da aceleração, a empresa a atrair seus primeiros clientes e obter faturamento. Uma vez que a empresa começa a faturar, ela é percebida como seed e, portanto, alvo de investimento anjo e de aceleradoras equity based", resume Sarfati.