Após polêmica, youtuber PewDiePie promete vídeos 'mais leves' por anúncios

Da Redação
11 de abril de 2017 - 17h08
Em resposta a novas diretrizes mais duras do YouTube, maior estrela do site disse que precisa mudar seus clipes para não acabar morando na rua.

Temendo perder publicidade e dinheiro, uma das principais estrelas do YouTube, o sueco Felix Kjellberg, responsável pelo canal PewDiePie, prometeu publicar vídeos mais amigáveis à família.

“Sem mais xingamentos. Sem mais piadas sexuais. E definitivamente sem mais piadas com Hitler. Gostaria de estar brincando, mas não estou. Parece que o YouTube fez algumas mudanças e cerca de um terço dos meus vídeos deixaram de ser monetizados. Precisarei ficar amigável à família a partir de agora para não ficar sem ter onde morar. Gosto muito de dinheiro”, afirmou Kjellberg, no clipe satírico em que faz piadas com as novas diretrizes do Google.

Com 54 milhões de inscritos em seu canal e uma receita estimada em 15 milhões de dólares em 2016, Kjellberg ficou em maus lençóis recentemente por conta de vídeos em que fazia piadas antissemitas. A repercussão negativa fez com que perder, inclusive, um contrato com a Disney

A mudança de postura do YouTube aconteceu também porque grandes empresas dos EUA e Europa começaram a retirar publicidade da plataforma após ficarem sabendo que seus anúncios eram exibidos antes de vídeos com conteúdo de ódio e/ou questionável. 

Twitch

Além de ter publicado esse clipe comentando de forma irônica as novas regras do YouTube, PewDiePie também anunciou recentemente que terá um programa semanal na plataforma de transmissões em tempo real Twitch – o programa é chamado de Best Club.

“Decidi fazer o programa antes disso tudo, Ok? Antes de qualquer coisa. Por isso, não vejam isso da maneira errada. Mas eu queria começar a fazer streamings no Twitch”, afirmou o youtuber.