Novo design deixa site do LinkedIn mais simples e parecido com Facebook

PC World / EUA
19 de janeiro de 2017 - 14h53
A partir de agora, versão desktop da rede social profissional oferece serviço de mensagens instantâneas, disponível sempre no topo da tela.

A interface desktop do LinkedIn acaba de receber um novo design. A rede social profissional revelou nesta quinta-feira, 19/1, o maior redesenho da sua versão desktop desde o lançamento do serviço.

O novo design basicamente leva as mudanças do aplicativo móvel para a experiência desktop, explica o diretor de engenharia do LinkedIn, Chris Pruitt. Os usuários verão um feed redesenhado, perfis refinados, novas habilidades para mensagens e uma caixa de buscas renovada.

A empresa quer unificar a experiência de uso dos seus serviços desktop e mobile, algo que os usuários mais engajados do LinkedIn vinham pedindo, segundo Pruett. Além disso, as mudanças tornam o site mais útil e menos confuso.

Vale notar que aquelas notificações incessantes que os usuários visualizavam no feed de notícias do desktop, encorajando-os a dar os parabéns para uma conexão por um novo emprego ou algo assim, agora foram relegadas para a nova página de notificações redesenhada. Essa página dará aos usuários a oportunidade de visualizar informações mais completas de maneira mais rápida, como quem esteve visualizando seu perfil e oportunidades de emprego que podem lhe interessar.

Uma das principais melhorias do novo design do site é uma atualização no sistema de mensagens. A chamada Messaging Overlay fica flutuando no topo da página, dando acesso fácil aos usuários para as conversas por mensagens instantâneas que estejam tendo pelo serviço.

O processo de enviar mensagens pelo LinkedIn  costumava ser muito mais parecido com enviar e-mails formais, mas a companhia vem se distanciando deste modelo e indo em direção a uma configuração de mensagens instantâneas, mais no estilo do Facebook, que permite aos usuários se conectarem rapidamente com seus contatos.

O serviço de mensagens agora também consegue oferecer sugestões contextuais de conversas. Por exemplo, a ferramenta poderia sugerir ao usuário que ele envie uma mensagem para uma conexão de uma empresa em especial quando estiver visualizando as ofertas de trabalho daquela companhia.

Além disso, os usuários também poderão usar uma nova caixa de buscas unificada que lhes permite buscar por quase todo o LinkedIn em um único lugar. No momento, os usuários podem usar a ferramenta para encontrar perfis, vagas de empregos, empresas, grupos e instituições de ensino. No futuro, o LinkedIn também vai adicionar a habilidade de buscar posts.

Para fazer tudo isso funcionar, a nova experiência de desktop é construída sobre as mesmas APIs que impulsionam o app móvel do LinkedIn. Assim, será mais fácil para a rede social lançar recursos no futuro.

A iniciativa tem a intenção de aumentar o engajamento dos usuários com o LinkedIn no desktop. Atualmente cerca de 60% do tráfego da rede social profissional vem do mobile, enquanto que os 40% restantes acontecem a partir da web.