Instituições criam fundo de US$ 27 mi para 'humanizar' a inteligência artificial

IDG News Service
10/01/2017 - 17h52
Fundo trabalhará com universidades, como Harvard e MIT e se concentrará em avançar a tecnologia no interesse público
A inteligência artificial está se tornando uma parte cada vez maior da nossa vida diária. Embora esses desenvolvimentos tenham levado a novos recursos interessantes, eles também têm apresentado uma série de problemas, como a automação levando ao desemprego de funcionários e algoritmos fornecendo resultados tendenciosos. 
 
Agora, uma equipe de filantropos e especialistas da tecnologia criaram um fundo que tem como objetivo "trazer mais humanidade" para o processo de desenvolvimento da tecnologia. 
 
O Ethics and Governance of Artificial Intelligence Fund (Fundo de Ética e Governança de Inteligência Artificial) se concentrará em avançar a tecnologia no interesse público. 
 
Um fundo como este é importante à medida que surgem problemas durante o desenvolvimento da IA. Em um relatório recente, o instituto IEEE destacou uma série de problemas em potencial em relação aos sistemas de inteligência artificial. O novo fundo parece ser destinado a financiar soluções para vários desses problemas.  
 
Suas áreas de foco incluem pesquisa que elabore a melhor maneira de comunicar a complexidade da tecnologia, como projetar sistemas inteligentes éticos e garantir que uma gama de representantes da sociedade esteja ciente do desenvolvimento dessas novas tecnologias.  
 
Apoiam o fundo a Omidyar Network, empresa de investimento criada pelo fundador do eBay, Pierre Omidyar, a Fundação John S. e James L. Knight; o fundador do LinkedIn, Reid Hoffman; a Fundação William e Flora Hewlett; e Jim Pallotta, fundador do Raptor Group. 
 
"Como tecnólogo, estou impressionado com a incrível velocidade com que as tecnologias de inteligência artificial estão se desenvolvendo", disse Omidyar em um comunicado à imprensa. 
 
O fundo trabalhará com instituições educacionais, incluindo o Berkman Klein Center for Internet and Society na Universidade de Harvard e o MIT Media Lab. O fundo tem US$ 27 milhões disponíveis neste momento, e mais investidores são esperados para participar.