Papa Francisco ganha bot no Facebook Messenger para conversar com fiéis

Da Redação
06 de janeiro de 2017 - 18h34
Missiobot usa emojis, foto e até GIFs do pontífice. Iniciativa é da Pontifical Mission Societies, uma espécie da Cruz Vermelha pessoal do Papa
Depois do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o empresário Elon Musk, da SpaceX e Tesla, anunciarem suas comunicações via bot do Facebook Messenger, chegou a vez do Papa Francisco fazer o mesmo.
 
Batizado de Missiobot, o bot é uma iniciativa da Missio EUA, organização da Pontifical Mission Societies, que é uma espécie da Cruz Vermelha pessoal do Papa.
 
Ao iniciar o bot, o usuário é apresentado ao pontífice. Ele é rápido na interação, com respostas já pré-selecionadas para o usuário escolher, algo que limita a conversa, mas assegura a mensagem que a Missio quer passar. 
 
Não demora muito para o bot usar emojis, foto e até GIFs do Papa para dinamizar e humanizar a conversa. O bot então fala sobre os projetos apoiados pela Missio, incluindo iniciativas que apoiam crianças carentes no Quênia, Zambia e levantar fundos para crianças em Cuba. Para contextualizar sobre as iniciativas, o Missiobot mostra ao usuário vídeos e textos.
 
Cada projeto é liderado por uma freira e no final de cada apresentação, o bot encoraja o usuário a fazer uma doação de US$ 7 ou compartilhar a história no Facebook ou ainda colocar um filtro da instituição em sua foto de perfil.
 
Caso o usuário queira mudar de assunto, digamos, pedir algum conselho ao Papa, o bot informa que não entendeu a interação e diz: "Eu sou o Missiobot, eu sou sábio, mas não tão sábio", para depois mostrar algumas opções sobre as quais pode falar.
 
Por enquanto, o Missiobot está disponível apenas em inglês e espanhol.
 
Não se trata da primeira iniciativa do pontífice na Internet. No ano passado, o Papa afirmou que a Internet se tratava de um “presente de Deus” e que a rede representa uma revolução para a humanidade. Ainda em 2016, Francisco lançou uma conta no Telegram para tentar conquistar e conversar com mais fiéis jovens.