Ford lança desafio para melhorar a experiência de caronas compartilhadas

Da Redação
09/08/2016 - 11h18
Soluções devem endereçar o problema em Marrocos; prêmio principal do desafio de mobilidade é de US$ 30 mil

A Ford lançou um novo desafio com foco em melhorar a mobilidade no Marrocos, país onde o serviço de táxi conta com uma longa tradição cultural onde os veículos ficam parados até que vários passageiros ocupem o mesmo transporte. Somente quando a lotação está completa, o veículo inicia seu percurso.

A competição integra uma das etapas do Desafio Global de Mobilidade, iniciativa da Ford que incentiva a criação de aplicativos que enderecem problemas do transporte coletivo e individual, e está aberta para desenvolvedores de vários países, incluindo o Brasil.

Desenvolvedores devem propor projetos de mobilidade que visam melhorar a experiência, eficiência, segurança e o custo de compartilhamento de táxis em Marrocos.

No Código para Táxis, nome da iniciativa, interessados podem se inscrever pelo site, até o dia 4 de outubro.

A produção do aplicativo precisa ser acompanhada de vídeo demonstrativo do funcionamento, explica a Ford. O projeto vencedor receberá um prêmio de US$ 30 mil (cerca de R$ 97.500). O resultado será anunciado no final do mês de outubro.

Haverá também um prêmio especial de US$ 3 mil (cerca de R$ 9.750) para aplicativos que resolverem uma ou mais das seguintes situações: 1) ajudar usuários a escolherem seus co-passageiros; 2) identificar onde eles pegam seus táxis, se estão dentro de uma rota, ou em um desvio; e 3) encontrar uma saída que melhore a segurança para o público feminino, com compartilhamento de caronas exclusivo entre mulheres.

“Também esperamos aprender mais sobre o comportamento dos usuários de carros compartilhados que possam ser aplicados em outras regiões pelo mundo”, disse Manisha Rafai, líder do projeto do Desafio de Mobilidade da Ford. Esse programa é parte do plano Ford Smart Mobility, que visa tornar a empresa líder global em conectividade, mobilidade, veículos autônomos, experiência do consumidor e análise de dados no setor.